Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Distribuição Espacial do Teor de Carbono no Bioma Caatinga da Espécie Spondias tuberosa Arruda

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/III-SGEA-a19

 

downloadpdf

Marystella D. Correia1, Rômulo S. C. Menezes2, Ricardo A. Olinda3 & Ezequiel A. L. Bautista4

 

Resumo: O umbuzeiro é uma árvore nativa da caatinga de grande importância para região. Tem uma capacidade de sobrevivência em períodos de seca, suas raízes superficiais exploram água e os xilopódios armazenam água, glicose, amido, ácidos, entre outros. A estatística espacial procura identificar junto ao semivariograma a variabilidade espacial dos dados, considerando a parte central dos estudos geoestatísticos, além de ser também uma ferramenta para a interpolação através da Krigagem. Daí a importância dos modelos e do seu ajuste. O presente estudo foi conduzido em uma fazenda silvopastoril, inserida na cidade de Custódia PE. As árvores permanecem no campo intocado pelo ser humano a mais de 50 anos e frequentada por alguns animais da região. Estudantes e pesquisadores realizaram-se uma amostragem aleatória e coletaram 81 amostras de solo, com suas respectivas coordenadas cartesianas. O interesse é analisar a variabilidade espacial do teor de Carbono como indicador do grau de fertilidade no solo. Existe uma dependência moderada de carbono. A função de correlação que melhor ajustou-se ao semivariograma experimental foi o modelo Matérn com kappa 1.0, apresentando-se assim o menor valor de AIC e BIC.

Palavras-chave: Umbuzeiro, dependência espacial; semivariograma

 

Abstract: The umbuzeiro is a native tree from caatinga biome with great importance for the region. It has a capacity of survive in periods of drought. Their shallow roots exploit water and xilopodies store water, glucose, starch, acids, among others. The spatial statistics from the semivariogram seeks to identify the spatial variability of the data, considering the central part of geostatistical studies. As well as being a tool for interpolation by kriging. Hence the importance of the models and their adjustment. The present study was conducted on a cattle-forrest consortium farm, in the city of Custódia/PE, Brazil. The trees remain on the field untouched by humans for over 50 years and frequented by some animals in the region. Students and researchers conducted a random sampling and collected 81 soil samples, with their cartesian coordinates. The interest is to analyze the spatial variability of the amount of carbon as an indicator of the level of fertility in the soil. There is a moderate carbon dependence the soil where the tree are inserted. The correlation function best fit to the experimental semivariogram was the Matérn model with kappa 1.0, thus presenting the lowest value of AIC and BIC.

Key words: Umbuzeiro, spatial dependence; semivariogram

 

1 Mestranda Biometria e Estatística Aplicada/Universidade Federal Rural de Pernambuco-UFRPE/DEINFO, Av. D. Manoel de Medeiros, S/Nº - CEP 52.171-900 – Dois Irmãos-Recife-PE,: marys_duarte@hotmail.com. Telefone/Fax: (81) 3320-6490.
2 Professor Dr do Departamento de Energia Nuclear, Universidade Federal de Pernambuco-UFPE, Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife - PE - CEP: 50670-901. rmenezes@ufpe.br Telefone: (81) 2126.8000
3 Professor Dr. do departamento de Estatística, Universidade Estadual da Paraíba-UEPB, Rua Baraúnas, 351- Bairro Universitário – Campina Grande-PB, CEP: 58.429-000, ricardo.estat@yahoo.com.br. Telefone: (83) 3315-3300.
4 Doutorando Estatística e Experimentação Agronômica. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ/USP)/Departamento de Ciências Exatas, Av. Pádua Dias, 11, CEP: 13418-900, Piracicaba, SP, Brasil, e-mail: ealbautis@usp.br Telefone (19) 3375-4136.

 

Literatura Citada

CAMBARDELLA, C.A. et al. Fieldscale variability of soil properties in Central Iowa soils. Soil Science Society of America Journal, v. 58, p. 1501-1511, 1994.

DIGGLE, P.J.; RIBEIRO Jr., P.J. Model-Based geostatistics. New York: Springer, 2006.230p.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Sistema brasileiro de classificação de solos. – Rio de Janeiro : EMBRAPA-SPI, 2009. xxvi, 412p. : il. – ISBN 85-85864-04-4

FONSECA, B. H. F. Um estudo sobre estimação e predição em modelos geoestatísticos bivariados. Piracicaba. Dissertação (Mestrado) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”,Universidade de São Paulo, 74p. 2008.

LANDIM, P. M. B. Análise estatística de dados geológicos. 2. ed. rev e ampl. – São Paulo: Editora UNESP, 2003.

LANDIM, P.M.B & STURARO, J.R. Krigagem Indicativa aplicada à elaboração de mapas probabilísticos de riscos. Geomatemática,Texto Didático 6, DGA,IGCE,UNESP/Rio Claro, 2002. Disponível em <http://www.rc.unesp.br/igce/aplicada/textodi.html>. Acesso em: 18/02/2013.

MATÉRN, B. Spatial variation. Verlag, Berlin: Spinger, 1986. 365 p.

MELLO, J. M. de. Geoestatística aplicada ao inventário florestal. 2004. 111 f. Tese (Doutorado em Recursos Florestais, com opção em Silvicultura e Manejo Florestal). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Piracicaba.

MELLO, J. M. de, BATISTA , J. L. F., RIBEIRO JÚNIOR, P. J., OLIVEIRA, M. S. de. Ajuste e seleção de modelos espaciais de semivariograma visando à estimativa volumétrica de Eucalyptus grandis. SCIENTIA FORESTALIS, n. 69, p.25-37, dez. 2005.

SANTOS, I. P. Análise da variabilidade espacial dos casos de dengue na capital Rio Branco por meio de técnicas geoestatísticas. 2011. 40p. Monografia (Graduação) apresentada ao Departamento de Estatística / Centro de Ciências e Tecnologia/ Universidade Estadual da Paraíba.

OLINDA, R. A. de. , RIBEIRO JÚNIOR, P. J., MOLIN, J. P. Uso de técnicas geoestatísticas para determinar a dependência espacial do índice de cone da adequação de malhas amostrais. 36 p, 2010. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Piracicaba.

R version 2.15.0 (2012-03-30) Copyright (C) 2012 The R Foundation for Statistical Computing ISBN 3-900051-07-0 Platform: i386-pc-mingw32/i386 (32-bit). VIEIRA, S.R. Geoestatística em estudos de variabilidade espacial do solo. In: NOVAIS, R.F.; ALVAREZ V., V.H. & SCHAEFER, G.R., eds. Tópicos em ciência do solo. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2000. v.1, p.1-54.