Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Distribuição Horizontal de Pratylenchus zeae em Milho

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/III-SGEA-a22

 

downloadpdf

Silvia R. S. Wilcken1, Adriana A. Gabia2, Maria F. A. Silva3, Joaz Dorneles Júnior4 & Célia R. L. Zimback5

 

Resumo: Pratylenchus zeae é considerado um dos fitonematoides mais importantes na cultura do milho, está amplamente disseminado em solos brasileiros, parasitando inúmeras espécies de gramíneas. O presente estudo teve por objetivo analisar a distribuição horizontal deste nematoide na cultura do milho. Foram amostrados 197 pontos georeferenciados distribuídos em uma área de 4 ha. As amostras de solo e raiz foram coletadas no perfil de 0 a 30 cm e os nematoides extraídos foram contados com o auxílio de lâminas de Peters, sob microscópio ótico. Os resultados foram analisados pela técnica de geoestatística para quantificar o grau de dependência espacial e elaborar mapas para mostrar a distribuição horizontal do nematoide na área. Foi observada uma alta dependência espacial de Pratylenchus zeae no solo, com o valor de 78,5%. O variograma obtido para esta população mostrou um alcance de 18,3 m, ajustando-se ao modelo exponencial. Na raiz, foi verificada uma alta dependência espacial, de 85,4%. O variograma ajustou-se ao modelo esférico e mostrou um alcance de 36,9 m.

Palavras-chave: nematoide das lesões; variação populacional; geoestatística.

 

Abstract: Pratylenchus zeae is one of the most important nematodes in corn, it is widespread in Brazilian soils, parasitizing many grasses species. The present study aimed to analyze the horizontal distribution of this nematode in corn crops. We sampled 197 georeferenced points spread over an area of 4 ha. Root and soil samples were collected at 0-30 cm deep. Extracted nematodes were counted with the aid of slides Peters, under an optical microscope. The results were analyzed using geostatistics to quantify the spatial dependence degree and create maps to show the nematode horizontal distribution in the area. We observed a high spatial dependence of Pratylenchus zeae in the soil, with the value of 78.5%. The variogram obtained for this population showed a range of 18.3 m, adjusted to the exponential model. Also, there was a high spatial dependence of Pratylenchus zeae in root, 85.4%. The variogram model was adjusted to spherical model and showed a range of 36.9 m.

Key words: nematodes; population variation; geostatistics

 

1 Professora Assistente Doutora - Departamento de Proteção Vegetal, Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu, SP; e-mail:srenata@fca.unesp.br
2 Engenheira Agrônoma, Doutoranda em Proteção de Plantas - Departamento de Proteção Vegetal, Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu, SP; e-mail: adrianagabia@hotmail.com
3 Técnica de Laboratório - Departamento de Proteção Vegetal, Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu, SP
4 Graduando em Agronomia da Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu, SP, jdjunior@fca.unesp.br
5 Professora Titular - Departamento de Solos e Recursos Naturais, Faculdade de Ciências Agronômicas, Campus de Botucatu, SP; e-mail: czimback@fca.unesp.br

 

Literatura Citada

BARKER, K.R. Sampling nematode communities. In: BAKER, K.R.; CARTER, C.C.; SASSER, J.N. (Ed.). An advanced treatise on Meloidogyne: II. Methodology, Raleigh: North Caroline State University/USAID, 1985. p. 3-17.

CLARK, I. 1979. Practical Geostatistics. Applied Science Publishers, Essex, 129 p.

COOLEN, W.A.; C.J. D’HERDE. A method for quantitative extration of nematodes from plant tissue. Merebelke, State Nematology Research Station, 77 p. 1972.

DICKERSON, O.J;BLAKE, J.H; LEWIS, S.A. Nematode guidelines for South Carolina. Clemson, EUA, 2000. Disponível em: <http://virtual.clemson.edu/groups/psapublishing/pages/plntparth/ec703.pdf> Acesso em: 11 maio 2010.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Introdução e importância econômica do milho. Sete Lagoas, MG, 2000a. Disponível em: <http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Milho/CultivodoMilho/index.htm>. Acesso em: 18 abr. 2011.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Doenças causadas por nematoides. Sete Lagoas, MG, 2000b. Disponível em: <http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Milho/CultivodoMilho/index.htm>. Acesso em: 18 abr. 2011.

FERRAZ, S.; FREITAS, L. G.; LOPES, E. A.; DIAS-ARIEIRA, C. R. Manejo sustentável de fitonematoides. Viçosa, MG: UFV, 2010. 306 p.

JENKINS, W.R.A. 1984. A rapid centrifugal – flotation technique for separating nematodes from soil. Plant Disease Report, 48: 692.

ROBERTSON, G.P. GS+: Geostatistics for the Environmental Sciences. Gamma Design Software, Plainwell, Michigan USA. 2008. 162 p.

VIEIRA, S. R. Geoestatística em estudos de variabilidade espacial do solo. In: NOVAIS, R. F. de; ALVAREZ V., V. H.; SCHAEFER, C. E. G. R. (Ed.). Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2000. v. 1, p. 1-54.