Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Espacialização do Banco de Sementes de Plantas Daninhas sob Cana-de-Açúcar em Rio Brilhante, MS

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/III-SGEA-a26

 

downloadpdf

Rafael Montanari1, Cristiane G. Mendonça2, Cristina G. Mendonça3, Ellem C. A. Ferreira4, Ana C. S. Possamai4 & Flávio C. Dalchiavon5

 

Resumo: O objetivo deste trabalho foi estudar a variabilidade espacial do banco de sementes de plantas daninhas em função do sistema de colheita de cana-de-açúcar (sem queima e com queima). O experimento foi realizado na área de cultivo comercial da Usina ETH Bioenergia S/A Unidade Eldorado. As amostras de solo foram retiradas com trado da camada de 0,00 a 0,40 m de profundidade, nos dois sistemas de colheita. A parcela experimental foi composta por uma malha constituída por 50 pontos georreferenciados com distâncias irregulares. As amostras de solo foram levadas para a casa de vegetação para emergência das plântulas. O número de espécies daninhas foi analisado por meio de análises estatísticas descritivas e de técnicas geoestatísticas. As sementes de picão-preto (dicotiledôneas), capim-amargoso, tiririca, trapoeraba (monocotiledôneas) apresentaram dependência espacial do banco de sementes no sistema de colheita com queima da cana-de-açúcar. Para o sistema de colheita da cana sem queima apenas a espécie tiririca apresentou dependência espacial de distribuição no banco de sementes. Na colheita de cana sem queima o mapeamento dessas espécies possibilitará por meio dos mapas de krigagem produzidos, aplicações localizadas de herbicidas no manejo integrado de Cyperus rotundus.

Palavras-chave: Saccharum spp; Geoestatística; Krigagem; Agricultura de precisão

 

Abstract: The aim of this work was to study the spatial variability of the seed bank of weeds depending on the system for collecting cane sugar (raw and burning). The experiment was conducted in the area of commercial cultivation of the plant ETH Bioenergy S/A Eldorado Unity. Soil samples were taken with auger layer from 0.00 to 0.40 m depth in both cropping systems. The experimental plot was composed by a grid consisting of 50 points georeferenced with irregular distances. Soil samples were taken to the greenhouse for germination. The number of weed species was analyzed using descriptive statistics and geostatistical techniques. B. pilosa seeds (dicots) bitter grass, nutsedge, and dayflower (monocots) showed spatial dependence of the seed bank in the collection system with burning of cane sugar. Harvest without burning only nutsedge species showed spatial dependence of distribution of the seed bank. Also, in the system of harvest cane without burning will be possible the mapping of these species by kriging maps and realize variable rate applications of herbicides to integrated management of Cyperus rotundus.

Key words: Saccharum spp. Geoestatistics. Kriging. Precision agriculture.

 

1 Professor Doutor, Universidade Estadual Paulista, UNESP/FEIS, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, DEFERS, Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos, Rua Monção, 226, CEP: 15385-000, Ilha Solteira (SP). e-mail: montanari@agr.feis.unesp.br
2 Professora Adjunta. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Departamento de agronomia, Unidade Universitária de Aquidauana, Rodovia Aquidauana-UEMS, km12, 79200-000, Aquidauana, Mato Grosso do Sul, Brasil, (67) 39042941. cgmendonca@uems.br
3 Professora Adjunta. Universidade Federal do Paraná (UFPR), Setor de Ciências Agrárias, Rua dos Funcionários, 1540, Juvevê, 80035-050, Curitiba, Paraná, Brasil, (41) 35239160. mendoncacristina@hotmail.com
4 Engenheira-Agrônoma, Mestre. Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Departamento de agronomia, Unidade Universitária de Aquidauana, Rodovia Aquidauana-UEMS, km12, 79200-000, Aquidauana, Mato grosso do Sul, Brasil, (67) 39042941. ellem1agronomia@hotmail.com
5 Professor Doutor, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - Campus Campo Novo do Parecis, MT, 235 Km 12, s/n, Caixa Postal n. 100, Zona Rural - 78360-000 flavio.dalchiavon@cnp.ifmt.edu.br

 

Literatura Citada

BALASTREIRE, L. A.; BAIO, F. H. R. Avaliação de uma metodologia prática para o mapeamento de plantas daninhas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 5, n. 2, p. 349-352, mai/ago. 2001.

CAMBARDELLA, C. A.; MOORMAN, T. B.; NOVAK, J. M.; PARKIN, T. B.; KARLEN, D. L.; TURCO, R. F.; KNOPKA, A. E. Field-scale variability of soil properties in Central Iowa Soils. Soil Science Society of American Journal, Madison, v. 58, n. 5, p. 1501-1511, set/out. 1994.

CHIBA, M. K.; GUEDES FILHO, O.; VIEIRA, R. S. Variabilidade espacial e temporal de plantas daninhas em Latossolo Vermelho argiloso sob semeadura direta. Acta Scientiarum Agronomy, Maringá, v. 32, n. 4, p. 735-742, dez. 2010.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento de safra brasileira: cana-de-açúcar, primeiro levantamento, maio/2011. Brasília: Conab, 2011.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA – Embrapa. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2.ed. Rio de Janeiro: Embrapa, 2006. 306 p.

GIANCOTTI, O. R. F., MACHADO, M. H.; YAMAUTI, M. S. Período total de prevenção a interferência das plantas daninhas na cultura da alface cultivar Solaris. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 31, n. 1, p. 1299-1304, nov. 2010.

LACERDA, A. L. S.; VICTORIA FILHO, R.; MENDONÇA, C. G. Levantamento do banco de sementes em dois sistemas de manejo de solo irrigados por pivô central. Planta Daninha, Londrina, v. 23, n. 1, p. 1-7, abr. 2005.

LORENZI, H. Plantas daninhas do Brasil: terrestres, aquáticas, parasitas e tóxicas. 4 ed. Nova Odessa, Instituto Plantarum, 640 p. 2008.

MONQUERO, P. A.; CHRISTFFOLETI, P.J. Banco de sementes de plantas daninhas e herbicidas como fator de seleção. Bragantia, Campinas, v. 64, n.2, p. 203-209, jan. 2005.

MONQUERO, P. A; SILVA, P. V.; HIRATA, A. C. S.; MARTINS, F. R. A. Monitoramento do banco de sementes de plantas daninhas em áreas de cana-de-açúcar colhidas mecanicamente. Planta Daninha, Londrina, v. 29, n. 1, p. 107-119, 2011.

MONTANARI, R.; SOUZA, G. S. A.; PEREIRA, G. T.; MARQUES JÚNIOR, J.; SIQUEIRA, D. S.; SIQUEIRA, G. M. The used of scaled semivariograms to plan soil sampling in sugarcane fields. Precision Agriculture, v. 35, n.1 p. 1234-1239, mar. 2012.

ROBERTSON, G. P. GS+: Geostatistics for the environmental sciences (version 5.1 for windows) Gamma Design Soffware. 152p., 1998.

SCHAFFRATH, V. R.; TORMENA, C. A; GONÇALVES, A. C. A; OLIVEIRA JUNIOR, R. S. Variabilidade espacial de plantas daninhas em dois sistemas de manejo de solo. Revista Brasileira Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 11, p. 53-60, set. 2007.

STÄHELIN, D.; VERISSIMO, M. A. A.; MORAIS, P. P. P.; COAN, M. M. D.; COIMBRA, J. L. M.; GUIDOLIN, A. F. Distribuição espacial do banco de sementes de plantas daninhas em área de monocultura de feijão, Biotemas, Florianópolis, v. 22, n. 4, p. 15-24, dez. 2009.

VITTI, G. C.; MAZZA, J. A. Planejamento, estratégias de manejo e nutrição de cana-de-açúcar. Informações Agronômicas, v. 97, p.1-16, 2002.