Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Produção e Qualidade da Cana-de-Açúcar em Diferentes Formas da Paisagem

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/IV-SGEA-a52

 

downloadpdf

Sanchez, N. V.1; Marques Júnior, J.2; Vasconselos, V.3; Carvalho, J. O. A.4; Pereira, G. T.5

 

Resumo: A demanda por mapas detalhados capazes de fornecer informações de modo simples e dinâmico para uso e ocupação do solo tem aumentado Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo identificar áreas com diferentes potenciais produtivos e de qualidade da cana-de-açúcar em diferentes formas da paisagem caracterizadas por assinatura morfométrica, suscetibilidade magnética (SM) e espessura dos horizontes A+E em Argissolos do Planalto Ocidental Paulista. Com base na caracterização de uma área piloto de 200 ha, sendo 100 ha na forma convexa e 100 ha na forma cônvoca, foi definida ao seu redor uma área de 20.000 ha. Foram escolhidas aleatoriamente 15 formas côncavas e 15 formas convexas, com geologia, solo e geomorfologia similares a área controle. O resultados mostram que a maior amplitude e SM e menor espessura dos horizontes A+E, na área de 20.000 ha, ocorrem na forma convexa. A qualidade da matéria prima (Pol) foi superior nas áreas convexas, enquanto que produtividade foi superior na área côncava, concordando com o modelo de relação de causa e efeito entre solo e planta, proposto para área piloto. A caracterização das formas da paisagem cônvaca e convexa, explicaram 56% da resposta da cana-de-açúcar para tonelada de cana por hectare e 65% para Pol. Esses resultados indicam que as formas da paisagem identificadas por assinatura morfométrica podem ser uma alternativa para serem utilizadas como covariáveis em estudo de causa e efeito.

Palavras-chave: Geomorfologia; área de manejo específico; suscetibilidade magnética.

 

Abstract: The demand for detailed able to provide single-mode and dynamic information for use and land cover maps has increased this context, this work aims to identify areas with different production potential and quality of cane sugar in different landforms characterized by morphometric signature, magnetic susceptibility (MS) and thickness of horizons A + E in Haplustalf Western Planalto Paulista. Based on the characterization of a pilot area of 200 ha, 100 ha convex shape and 100 ha in the summons form, was set around an area of 20,000 ha. We randomly selected 15 concave shapes and convex shapes 15, with geology, geomorphology and soil similar to the control area. The results show that the highest amplitude and SM and the thinnest horizons A + E, area of 20,000 ha, occur convex shape. The quality of the raw material (Pol) was higher in concave areas, while productivity was higher in the concave area, according to the model of cause and effect relationship between soil and plant proposed for pilot area. The characterization of the forms of concave and convex landscape, explained 56% of the response of cane sugar for ton of cane per hectare and 65% in. These results indicate that the landscape forms identified by morphometric signature can be an alternative to be used as covariates in the study of cause and effect.

Key words: Geomorphology; specific management area; magnetic susceptibility.

 

1 Engenheiro Agrônomo, UNESP Câmpus de Jaboticabal/Departamento de Solos e Adubos, Grupo de Pesquisa Caracterização do Solo para fins de Manejo Específico (CSME), Via de Acesso Prof.Paulo Donato Castellane s/n 14884-900 - Jaboticabal, SP.
2 Engenheiro Agrônomo, UNESP Câmpus de Jaboticabal/Departamento de Solos e Adubos, Grupo de Pesquisa Caracterização do Solo para fins de Manejo Específico (CSME), Via de Acesso Prof.Paulo Donato Castellane s/n 14884-900 - Jaboticabal, SP.
3 Geólogo, Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas/Departamento de Geografia, Laboratório de Sistemas de Informações Espaciais (LSIE), Asa Norte BRASILIA, DF.
4 Geógrafo, Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas/Departamento de Geografia, Laboratório de Sistemas de Informações Espaciais (LSIE), Asa Norte BRASILIA, DF.
5 Estatístico, UNESP Câmpus de Jaboticabal/Departamento de Ciências Exatas, Grupo de Pesquisa Caracterização do Solo para fins de Manejo Específico (CSME), Via de Acesso Prof.Paulo Donato Castellane s/n 14884-900 - Jaboticabal, SP.

 

Literatura Citada

BARBIERI, Diogo Mazza et al. Hillslope curvature, clay mineralogy, and phosphorus adsorption in an Alfisol cultivated with sugarcane. Scientia Agricola, v.66, n.6, p. 819-826, 2009.

FRANZEN, D.W., T. NANNA AND W.A. NORVELL. A Survey of Soil Attributes in North Dakota by Landscape Position. Agronomy Journal, v. 98, p. :1015-1022, 2006.

LIU, Y.; LV, J.; ZHANG, B., BI, J. Spatial multi-scale variability of soil nutrients in relation to environmental factors in a typical agricultural region, Eastern China. Science of the Total Environment. p 450-451:108-119, 2013.

MARQUES JR, J. ; LEPSCH, I. F. . Depósitos superficiais neocenozóicos, superfícies geomórficas e solos Monte Alto, SP. Geociências, v. 19, p. 90-106, 2001.

MARQUES JR., JOSÉ ; SIQUEIRA, D. S. ; CAMARGO, L. A. ; TEIXEIRA, D. B. ; BARRÓN, V. ; TORRENT, J. . Magnetic susceptibility and diffuse reflectance spectroscopy to characterize the spatial variability of soil properties in a Brazilian Haplustalf. Geoderma, v. 219-220, p. 63-71, 2014.

POLLO, G. Z. Suscetibilidade magnética, atributos do solo e da planta na discriminação de áreas de manejo específico na cultura do café. 2013. 58 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Agronomia (Produção Vegetal), Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Jaboticabal, 2013. Disponível em: < http://acervodigital.unesp.br/handle/unesp/172246 >. Acesso em: 16 mar. 2015.

SANCHEZ, R. B. Agricultura de precisão em argissolos com variações nas formas do relevo sob o cultivo de cana-de-açúcar. 2007. 112f. Tese (Doutorado) - - Curso de Agronomia (Ciência do Solo), Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Jaboticabal, 2017. Disponível em: <http://www.acervodigital.unesp.br/handle/unesp/157985>. Acesso em: 16 mar. 2015.

SANCHEZ, R. B.; MARQUES JR., J.; PEREIRA, G. T.; SOUZA, Z. M.; MARTINS FILHO, M. V. Variabilidade espacial de atributos do solo e de fatores de erosão em diferentes pedoformas. Bragantia, v. 68, p. 873-884, 2009.

SILVA JÚNIOR, J. F.; MARQUES JR, J.; CAMARGO, L. A.; TEIXEIRA, D. D. T.; PANOSSO, A. R.; PEREIRA, G. T. Simulação geoestatística na caracterização espacial de óxidos de ferro em diferentes pedoformas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.36, p.1690-1703, 2012.

SIQUEIRA, D. S., MARQUES JR., J., PEREIRA, G. T. The use of landforms to predict the variability of soil and orange attributes. Geoderma, v. 155, p.55-66, 2010a.

SIQUEIRA, D.S.; MARQUES JUNIOR, J.; MATIAS, S.S.R.; BARRÓN, V.; TORRENT, J.; BAFFA, O.; OLIVEIRA, L.C. Correlation of properties of Brazilian Haplustalfs with magnetic susceptibility measurements. Soil Use and Management, v.26, p.425-431, 2010b.

VASCONCELOS, V. ; MARTINS, E. S. ; CARVALHO JR, O. A ; MARQUES JR, J. ;SIQUEIRA, D. S.; COUTO JR, A. F. ; GUIMARAES, R. F. ; GOMES, R. A. T. ; REATTO, A. . Modelo de Evolução Pedogeomorfológica da Serra da Canastra, MG. Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 14, p. 197-212, 2013.