Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Emprego da Geostatistica na Distribução Espacial de Lagartas Presentes na Cultura da Soja

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/IV-SGEA-a55

 

downloadpdf

Machado, M. R. R.1; Magano, D. A.2; Araldi, D. B.3; Amaral, L. P.4; Guedes, J. V. C.5

 

Resumo: Existe uma grande preocupação com as denominadas commodities agrícolas, como a cultura da soja, uma oleaginosa de alto valor econômico e que no Brasil ocupa uma área de aproximadamente 27 milhões de hectares, correspondendo a um quarto da área mundial plantada. Dentre as ameaças às altas produtividades da cultura está à incidência de insetos-praga, que podem ocorrer desde a germinação até a colheita. O objetivo desse trabalho foi de caracterizar a distribuição espacial e temporal de Anticarsia gemmatalis e chrysodeixis includens através da geoestatística. O experimento foi realizado em uma área experimental localizada no distrito de Palma, município de Santa Maria- RS, em uma área de 4,45 ha cultivada com soja. Quatro sub amostragens foram realizadas para quantificar a população das espécies de insetos-praga por ponto amostral, empregando-se o método de pano-de-batida. Os dados obtidos pelas amostragens foram submetidos à análise geoestatística, e depois submetido ao processo de krigagem ordinária, a fim de caracterizar a modelagem de mapas temáticos. O grau de dependência espacial para as espécies foi agregada e a grade da malha amostral mostrou-se eficiente para a metodologia empregada. Os resultados obtidos nos permitem inferir que a geoestatística pode ser utilizada no reconhecimento da distribuição espacial de A. gemmatalis e chrysodeixis includens.

Palavras-chave: Anticarsia gemmatalis; chrysodeixis includens; Dinâmica populacional; Agricultura de Precisão

 

Abstract: There is great concern with the so-called agricultural commodities such as soybeans, an oilseed of high economic value and in Brazil occupies an area of approximately 27 million hectares, accounting for a quarter of global planted area. Among the threats to the high productivity of culture is the incidence of pests, which can occur from germination to harvest. The objective of this study was characterize the spatial and temporal distribution of Anticarsia gemmatalis and Chrysodeixis includens using geostatistics. The experiment was conducted at an experimental area located in Palma, district of Santa Maria- RS, within an area of 4.45 ha cultivated with soy. Four sub samples were performed to quantify the population of the species of insect pests by sample point, using the cloth-to-beat method. The data obtained by sampling were submitted to geostatistical analysis, and then subjected to ordinary Kriging procedure in order to characterize the modeling thematic maps. The spatial dependence for species was aggregated and sampling grid proved to be efficient for the methodology. The results allow us to infer that geostatistics can be used in the recognition of the spatial distribution of A. gemmatalis and Chrysodeixis includens.

Key words: Anticarsia gemmatalis; chrysodeixis includes; Population Dinamics; Precision Agriculture

 

1 Graduando em Agronomia, UFSM/ Departamento de Defesa Fitossanitária- Entomologia Agrícola, Santa Maria-RS, maiconmachado30@hotmail.com.
2 Doutorando em Engenharia Agrícola, UFSM / PPGEA, Santa Maria- RS, maganodeivid@gmail.com.
3 Engenheiro Florestal, Dr, Pós Doutorado, UFSM/ Departamento da Defesa Fitossanitária- Entomologia Agrícola, Santa Maria-RS, danearaldi@gmail.com.
4 Professor Dr., Colégio Politécnico da UFSM- Curso Tecnologia em Geoprocessamento e Curso Técnico em Geoprocessamento, Santa Maria- RS, lpamaralengflorestal@gmail.com.
5 Professor Dr., Entomologia Agrícola-Departamento da Defesa Fitossanitária e PPGA/PPGEA-UFSM, Santa Maria-RS, jerson.guedes@smail.ufsm.br.

 

Literatura Citada

AMARAL, L. P. et al. Análise da distribuição espacial de biomassa e carbono arbóreo acima do solo em Floresta Ombrófila Mista. Revista Ambiência, Guarapuava, v. 6, Edição especial, p. 103-114, 2010.

AMARAL, L. P. et al. Influência da floresta alterada na distribuição espacial de três espécies da Floresta Ombrófila Mista avaliada pela Geoestatística. Revista Árvore, v. 37, n. 3, p. 491-501, 2013

ANDRIOTTI, J. L. S. Fundamentos de Estatística e Geoestatística. São Leopoldo: Unisinos, 2002.

BOARETO, M. A. C.; BRANDÃO, A. L. S. Amostragem de insetos, UNESB, 2000. Disponível em: <http://www.uesb.br/entomologia/amostrag.html>. acessado em: 08/08/2014.

BREWSTER C.; LEWIS E.; DIMOCK, B.; HERBERT, A. Precision Farming Tools: geospatial Insect Management, Virginia Tech-USA. Disponível em: <http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:FEwNPr6D6MJ:bsesrv214.bse.vt.edu/Grisso/Ext/PF_Spatial_Tool_Insects.doc+&cd=1&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br>. acessado em: 08/08/2014.

CONAB - Companhia nacional de abastecimento. 9º levantamento de avaliação da safra de grãos 2013/2014.. Disponível em: <http://www.conab.gov.br/OlalaCMS/uploads/arquivos/14_05_08_10_11_00_boletim_graos_maio_2014.pdf>. Acessado em: 17 jun 2014

DALL´AGNOL, A.; LAZAROTTO, J. J.; HIRAKURI, M. H. Desenvolvimento, Mercado e Rentabilidade da Soja Brasileira. Londrina: Embrapa Soja, 2010. 20 p. (EmbrapaSoja: Circular Técnica 74).

GIOTTO, E.; CARDOSO, C.D.V.; SEBEM, E. Agricultura de Precisão com o Sistema CR Campeiro 7 - Volume I / organizadores: Enio Giotto, Claire Delfini Viana Cardoso, Elódio Sebem. – Santa Maria - RS, UFSM – Laboratório de Geomática, 2013. 90p.

HOFFMANN-CAMPO, C. B.; MOSCARDI, F.; FERREIRA, B. S. C.; OLIVEIRA, L. J.; GOMES, D. R. S.; PANIZZI, A. R.; CORSO, I. C.; GAZZONI, D. L.; OLIVEIRA, E. B. Pragas da soja no Brasil e seu manejo integrado. Londrina: Embrapa Soja, 2000. 70 p. (EmbrapaSoja: Circular Técnica 30).

HUIJBREGTS, C.J. Regionalized variables and quantitative analysis of spatial data. In: Davis, J.C. & McCullagh, M.J. (ed) Display and analysis of spatial data. New York, John Wiley. p.38-53. 1975.

LANDIM P. M. B 2006. Sobre Geoestatística e mapa. Terra e Didática, 2 (1): 19-33. Disponível em < http://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/> acessado dia 15 de nov. de 2014.

MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Assessoria de Gestão Estratégica. Brasil: Projeções do Agronegócio 2010/2011 a 2020/2021. Brasília: MAPA, 2011. 58 p.

MELLO, J. M. Geoestatística aplicada ao inventário florestal. 110 p. Tese (Doutorado em Recursos Florestais, Silvicultura e Manejo Florestal) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, 2004.

ROBERTSON, G. P. GS+: geoestatistics for the environmental sciences - GS+ user´s guide. Plainwell: Gamma Desing Software, 1998. 152p.

SALVIANO, A.A.C. Variabilidade de atributos do solo e de Crotalaria juncea em solo degradado do município de Piracicaba-SP. 1996. 91p. Tese (Doutorado em Agronomia) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1996.

SILVEIRA NETO, S.; NAKANO O.; BARBIN D.; VILLA NOVA, N. A. Manual de ecologia dos insetos. Piracicaba, Ed. Agronômica Ceres, 1976. 419p.

USDA. USDA Forecasts Record-High Corn and Soybean Production in 2014 Cotton Production also Up from 2013. Disponível em: <http://www.nass.usda.gov/Newsroom/2014/08_12_2014.asp>. Acessado em: 28/11/2014.

VARELLA, C. A. A; SENA, D. G. Estudo do Interpolador IDW para utilização em Agricultura de Precisão. Princípios em Agricultura de Precisão, Departamneto de Solos, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro, 2008. 26p.

VIEIRA, S. R. Geoestatística em estudos de variabilidade espacial do solo. In: NOVAIS, R.F.; ALVAREZ V., V.H. & SCHAEFER, G.R., eds. Tópicos em ciência do solo. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2000. v.1, p.1-54.

VIVAN, L. M.; DEGRANDE, P. E. Pragas da soja. In: Fundação MT - Boletim de pesquisa de soja. nº 15, p. 239-297, 2011.

ZIMBACK, C. R. L. Análise espacial de atributos químicos de solos para fins de mapeamento da fertilidade do solo. 2001, 112f. Tese (Livre-Docência em Levantamento de Solos e Fotopedologia), Departamento de Recursos Naturais, Faculdade de Ciências Agronômicas – Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho”, Botucatu, São Paulo, 2001.