Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Acúmulo de Nutrientes em Plantas de Cobertura e no Milho Cultivado em Sucessão sob Diferentes Doses de Nitrogênio em Plantio Direto

DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v5n2p202-217

http://rbms.cnpms.embrapa.br/index.php/ojs/index 

downloadpdf

Edson C. da Silva1, Takashi Muraoka2, Geovane L. Guimarães3 & Salatiér Buzetti4

 

Resumo: O nitrogênio (N) é o nutriente mineral absorvido e exportado em maior quantidade pelo milho. O objetivo deste trabalho foi avaliar a quantidade de N acumulada na parte aérea e exportada pelos grãos de milho cultivado sob diferentes doses de N, em sucessão à crotalária (Crotalaria juncea), milheto (Pennisetum americanum) e vegetação espontânea (pousio) em plantio direto; verificar a influência de doses de N e plantas de cobertura no teor de N mineral do solo (N-NH4+ e N-NO3-) , nas camadas 0 a 0,10; 0 ,10 a 0,20 e 0,20 a 0,40 m, e nos teores foliares de macro e micronutrientes no milho, na época do florescimento; quantificar o acúmulo de macro e micronutrientes na parte aérea da crotalária, milheto e vegetação espontânea (pousio). A pesquisa foi desenvolvida na fazenda experimental da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira-Unesp, em SelvíriaMS, num Latossolo Vermelho distroférrico, fase cerrado, nos anos agrícolas 2001/2002 e 2002/2003. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com quatro repetições, dispostos em esquema fatorial 5 x 3, constituídos pela combinação de cinco doses de N (0, 30, 80, 130 e 180 kg ha-1) , na forma de uréia, aplicadas no estádio de quatro folhas do milho, e três sistemas de cobertura do solo (crotalária, milheto e o solo em pousio, na entressafra). A crotalária acumulou maior quantidade da maioria dos macronutrientes e micronutrientes, promovendo, no milho cultivado subseqüentemente, proporcionalmente, maior extração e exportação de N do que em sucessão ao milheto ou ao solo em pousio. A exportação de N nos grãos foi, em média, de 15,70 kg t-1 de grãos e o restituído pela palha, de 8,30 kg t-1 de resíduos.

Palvras-chave: Zea mays, culturas de cobertura do solo, restos culturais, manejo conservacionista do solo, extração de nitrogênio.

 

Abstract: Nitrogen (N) is the mineral nutrient that is absorbed and exported in larger amount by corn crop. The objective of this work was to evaluate the amount of accumulated N by biomass and exported by corn grains cultivated under different N rates in succession to sun hemp (Crotalaria juncea), millet (Pennisetum americanum) and spontaneous vegetation (fallow ground) in no-tillage system; to verify the influence of N rates and cover plants in the tenor of mineral N of soil (N-NH4+ and N-NO3-)  in the layers 0 to 0.10, 0.10 to 0.20 and 0.20 to 0.40 m, and in the content in the leaves of macro and micronutrients of the corn by flowering and; to quantify the accumulation of macro and micronutrients in the above ground of the sun hemp, millet and spontaneous vegetation ( fallow). The research was carried in the Experimental Farm of Faculty of Engineering, University of the state of S. Paulo (UNESP), Ilha Solteira, located in Selvíria-MS, Brazil, in a dystroferric Red Latosol, cerrado phase, during the 2001/02 and 2002/03 growing season. The experimental design was randomized complete blocks, with 15 treatments and four replications in a factorial 5 x 3, constituted by the combination of five N rates, in the form of urea, applied during four leaf stage of corn (0, 30, 80, 130 and 180 kg N ha-1) ; and three preceding cover crops (sun hemp, millet and fallow). The sun hemp accumulated most of the macronutrients and micronutrients, promoting more extraction and exportation of N in the corn cultivated after the sun hemp, proportionally, than in succession to the millet or soil in fallow ground. The N exported was, in average, of 15.70  kg for ton of grains and returned by straw, of 8.30 kg for ton of crop residues.

Key words: Zea mays, cover crops of soil, crop residues, soil conservation management, nitrogen uptaken.

 

1 Engº. Agrônomo; Rua do Trabalho, 578, Apto. 1, Vila Independência, CEP. 13418-220 Piracicaba, SP. E-mail: ecsilva@cena.usp.br (autor para correspondência).
2 Professor da Universidade de São Paulo, CENA/USP; Av. Centenário, 303, CEP. 13400-970,Piracicaba,SP. E-mail: muraoka@cena.usp.br, pcotrive@cena.usp.br
3 Doutorando da Universidade Estadual Paulista - UNESP/FEIS (Curso de Agronomia); Av. Brasil, 56, CEP. 15385-000 Ilha Solteira, SP. E-mail: glg-2003i@bol.com.br
4 Professor da Universidade Estadual Paulista - UNESP/FEIS (Curso de Agronomia); Av. Brasil, 56, CEP. 15385-000 Ilha Solteira, SP. E-mail: sbuzetti@agr.feis.unesp.br

 

Literatura Citada

ADDISCOTT, T. M. Tillage, mineralization and leaching. Soil Tillage Research, Amsterdam, v. 53, p. 163-165, 2000. https://doi.org/10.1016/S0167-1987(99)00103-8

ALVES, V. M. C.; VASCONCELLOS, C. A.; FREIRE, F. M.; PITTA, G. V. E.; FRANÇA, G. E.; RODRIGUES FILHO, A.; ARAÚJO, J. M.; VIEIRA, J. R.; LOURENÇO, J. E. Milho. In: RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ, V. V. H. (Eds). Recomendação para uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais. Viçosa: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais, 1999. p. 314-316.

AMADO, T. J. C.; MIELNICZUK, J. Estimativa da adubação nitrogenada para o milho em sistema de manejo e cultura de coberturas do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 24, p. 553-560, 2000.

AMADO, T. J. C.; MIELNICZUK, J.; AITA, C. Recomendação de adubação nitrogenada para o milho no RS e SC adaptada ao uso de culturas de cobertura do solo, sob sistema plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 26, p. 241-248, 2002.

ANDRADE, A. G.; HAAG, H. P.; OLIVEIRA, G. D.; SARRUGE, J. R. Acumulação diferencial de nutrientes por cinco cultivares de milho (Zea mays L.) I. Acumulação de macronutrientes. Anais da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, v. 32, p. 11-149, 1975.

BÜLL, L. T. Nutrição mineral do milho. In: BÜLL, L.T.; CANTARELLA, H. (Eds.) Cultura do milho: fatores que afetam a produtividade. Piracicaba: POTAFOS, 1993. p. 63-146.

CALEGARI, A. Alternativa de rotação de culturas para plantio direto. Revista Plantio Direto, Passo Fundo, v. 80, p. 62-70, 2004.

CANTARELLA, H.; DUARTE, A. P. Manejo da fertilidade do solo para a cultura do milho. In: GALVÃO, J. C. C.; MIRANDA, G. V. (Eds.) Tecnologia de produção de milho. Viçosa: UFV, 2004. p. 139-182.

CARVALHO, A. M. de. Alternativas para plantio direto e adubação verde na regiao do cerrado. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 1999. 2 p. (Embrapa Cerrados. Guia Tecnico do Produtor Rural, 23).

CARVALHO, M. A. C.; SORATTO, R. P.; ATAYDE, M. L. F.; ARF, O.; SÁ, M. E. Produtividade de milho em sucessão a adubos verdes no sistema de plantio direto e convencional. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília, DF, v. 39, p. 47-53, 2004.

COELHO, A. M.; FRANÇA, G. C.; BAHIA, A. F. C.; GUEDES, G. A. Balanço de nitrogênio 15N em Latossolo Vermelho-Escuro, sob vegetação de cerrado, cultivado com milho. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 95, p. 187193 , 1991.

CORAZZA, E. J.; SILVA. J. E.; RESCK, D. V. S.; GOMES, A. C. Comportamento de diferentes sistemas de manejo como fonte ou depósito de carbono em relação à vegetação de Cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 23, p. 425-432, 1999.

FANCELLI, A. L.; DOURADO NETO, D. Produção de milho. Guaíba: Agropecuária, 2000. 360 p.

FERNANDES, L. A.; FURTINI NETO, A. E.; VASCONCELLOS, C. A.; GUEDES, G. A. A. Preparo do solo e adubação nitrogenada na produtividade do milho em latossolo sob vegetação de cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 22, p. 247-254, 1998.

GONÇALVES, C. N.; CERETTA, C. A.; BASSO, C. J. Sucessões de culturas com plantas de cobertura e milho em plantio direto e sua influência sobre o nitrogênio do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 24, p. 153159, 2000.

HIROCE, L.; FURLANI, A. M. C.; LIMA, M. Extração de nutrientes na colheita por população e híbridos de milho. Campinas: Instituto Agronômico, 1989. 24 p. (Boletim Científico, 17).

KARLEN, D. L.; FLANNERY, R. L.; SADLER, E. J. Aerial accumulation and partitioning of nutrients by corn. Agronomy Journal, Madison, v. 80, p. 232-242, 1988. https://doi.org/10.2134/agronj1988.00021962008000020018x

KLUTHCOUSKI, J.; AIDAR, H. Implantação, condução e resultados obtidos com o Sistema Santa Fé. In: KLUTHCOUSKI, J.; STONE, L. F.; AIDAR, H. (Eds.). Integração lavoura-pecuária. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2003. cap. 15, p. 407-441.

LARA CABEZAS, W. R. L.; ALVES, B. J. R.; URQUIAGA, S. C.; SANTANA, D. G. Influência da cultura antecessora e da adubação nitrogenada na produtividade de milho em sistema plantio direto e solo preparado. Ciência Rural, Santa Maria, v. 34, p. 1005-1013, 2004. https://doi.org/10.1590/S0103-84782004000400006

LOPES, S. A.; WIETHÕLTER, S.; GUILHERME, L. R. G.; SILVA, C. A. Sistema plantio direto: bases para o manejo da fertilidade do solo. São Paulo: ANDA, 2004. 110 p.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: POTAFOS, 1997. 319 p.

MULVANEY, R. L. Nitrogen - Inorganic forms. In: KLUTE, A.; WEAVER, R. W.; MICKELSON, S. H.; SPARKS, D. L.; BARTELS, J. M. (Eds.) Methods of soil analysis. Part 3 - Chemical methods. Madison: SSSA, 1996. p. 1123 -1184. (Book Series, 5).

MUZILLI, O. Influência do sistema de plantio direto, comparado ao convencional, sobre a fertilidade da camada arável do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 7, p. 95-102, 1983.

PERIN, A.; SANTOS, R. H. S.; URQUIAGA, S. C.; GUERRA, J. G. M.; CECON, P. R. Produção de fitomassa, acúmulo de nutrientes e fixação biológica de nitrogênio por adubos verdes em cultivo isolado e consorciado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 39, p. 35-40 , 2004. https://doi.org/10.1590/S0100-204X2004000100005

PIMENTEL-GOMES, F.; GARCIA, C. H. Estatística aplicada a experimentos agronômicos e florestais: exposição com exemplos e orientação para uso de aplicativos. Piracicaba: FEALQ, 2002. 309 p.

RAIJ, B. van.; CANTARELLA, H.; QUAGGIO, J. A.; FURLANI, A. M. C. Recomendações de adubação e calagem para o Estado de São Paulo. 2. ed. Campinas: Instituto Agronômico, 1996. 285 p. (Boletim Técnico, 100).

SÁ, J. C. M. Manejo do nitrogênio na cultura do milho no sistema plantio direto. Passo Fundo: Aldeia Norte, 1996. 24 p.

SALTON, J. C.; KICHEL, A. N. Milheto: uma alternativa para cobertura do solo e alimentação animal. Revista Plantio Direto, Passo Fundo, v. 45 , p. 41-43, 1998.

SAS INSTITUTE (Cary, NC). The SAS-System for Windows: release 6.11 (software). Cary, 1996.

SCIVITTARO, W. B.; MURAOKA, T.; BOARETTO, A. E.; TRIVELIN, P. C. O. Utilização de nitrogênio de adubos verdes e mineral pelo milho. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 24, p. 917-926, 2000.

SILVA, E. C.; BUZETTI, S.; GUIMARÃES, G. L.; LAZARINI, E.; SÁ, M. E. Doses e épocas de aplicação de nitrogênio na cultura do milho em plantio direto sobre latossolo vermelho. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 29, p. 353-362, 2005.

SISTEMA brasileiro de classificação de solos. Brasília, DF: Embrapa Produção de Informação; Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 1999. 412 p.

SOUSA, D. M. G.; LOBATO, E. Adubação com nitrogênio. In: SOUSA, D.M.G.; LOBATO, E. (Eds.) Cerrado: correção do solo e adubação. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2004. cap. 5, p. 129-144.

TIMMONS, D. R.; BAKER, J. K. Fertilizer management effect on recovery of labeled nitrogen by continuous no-till. Agronomy Journal, Madison, v. 84, p. 490-496, 1992. https://doi.org/10.2134/agronj1992.00021962008400030026x

VITTI, G. C.; FAVARIN, J. L.; REZENDE, L. O.; TREVISAN, N. Manejo do nitrogênio em diversos sistemas de produção. Piracicaba: SERRANA, 1999. 36 p.