Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Informação e Propaganda no Primeiro Periódico Português – a Gazeta “da Restauração” (1641-1647)1

DOI: http://dx.doi.org/10.18661/2318-857X/pauta.geral.v1n1p59-76

http://www.revistas2.uepg.br/index.php/pauta/index 

downloadpdf

Jorge P. Sousa2

 

Resumo: Neste trabalho argumenta-se que o juízo do principal historiador da imprensa periódica portuguesa, José Tengarrinha (1989), sobre a feição propagandística do primeiro periódico português, a Gazeta alcunhada “da Restauração” (1641-1647), está correto. Embora não se possa reduzir o papel deste periódico noticioso à propaganda da restauração da independência de Portugal, depois de 60 anos sob a monarquia dual com Castela (1580-1640), e da nova casa reinante, a de Bragança, não é menos certo que, simbolicamente, os seus redatores batalharam para legitimar aos olhos dos leitores a aclamação de D. João IV como rei de Portugal. A propaganda da restauração da independência ocorre diretamente (por exemplo, através dos elogios a D. João IV) ou indiretamente (por exemplo, através do rebaixamento de Castela, do seu rei e dos seus aliados e pela colocação em evidência da sua alegada perfídia).

Palavras-chave: história do jornalismo; história da propaganda; Portugal; século XVII; Gazeta “da Restauração”

 

Abstract: This paper argues that the judgment of the principal historian of the Portuguese periodical press, José Tengarrinha (1989), about the advertising feature of the first Portuguese newspaper, Gazeta nicknamed “da Restauração” (1641-1647), is correct. Although it can’t reduce the role of news to advertising the restoration of independence of Portugal periodic, after 60 years under the dual with Castile (1580-1640) monarchy, and the new ruling house, the House of Bragança, the fact remains that symbolically, their writers struggled to legitimize in the eyes of readers acclaim D. John IV as king of Portugal. The advertising of the restoration of independence occurs directly (for example, through the praise for John IV) or indirectly (for example, through the lowering of Castile, the king and his allies and the accentuation of its alleged perfidy).

Key words: history of journalism; history of advertising; Portugal; seventeenth century; Gazeta “da Restauração”

 

1 Pesquisa apoiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e com cofinanciamento da União Europeia através do QREN, programa COMPETE, fundos FEDER. Projeto PTDC / CCI-JOR/110038/2009 e FCOMP-01-0124-FEDER-0114347.
2 Doutor em Jornalismo (1997) pela Universidade de Santiago de Compostela com inestigação pós-doutoral (1999/2000) realizada na mesma instituição. Agregado (livre-docente) em Jornalismo pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (2008). Professor da Universidade Fernando Pessoa (Porto-Portugal).

 

Literatura Citada

BRAOJOS GARRIDO, Alfonso. De los antecedentes a la conquista de la libertad de expresión. In: GÓMEZ MOMPART, Josep L. e MARÍN OTTO, Enric (Editores). Historia del periodismo universal. Madrid: Síntesis, 1999.

CUNHA, Alfredo da. Elementos para a história da imprensa periódica portuguesa. Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa, 1941.

GÜRTLER, André. Historia del periódico y su evolución tipográfica. Valencia, Campgràfic, 2005.

HAFFEMAYER, Stéphane. L’information dans la France du XVII siècle. Paris : Honoré Champion, 2002.

HERCULANO, Alexandre. Gazetas III – Origens das gazetas em Portugal, O Panorama, 1ª série, vol. II, n.º 48, 31 de Março de 1838, p. 101-102.

JEANNENEY, Jean-Noël. Uma história da comunicação social. 2ª edição revista. Lisboa: Terramar, 2003.

SÁNCHEZ ALARCÓN, Imnmaculada. Evolución de la prensa en otros países europeos occidentales. In: PIZARROSO QUINTERO, Alejandro. Historia de la prensa. Madrid: Editorial Centro de Estudios Ramón Areces, 1994.

SERRÃO, Joaquim Veríssimo. A imprensa periódica, in SERRÂO, Joaquim Veríssimo História de Portugal – A Restauração e a Monarquia Absoluta (1640-1750), vol. V. Lisboa: verbo, 1980, p. 170-172.

SHOEMAKER, Pamela e REESE, Stephen D. Mediating the message. Theories of influences on mass media content. White Plains: Longman, 1996.

SOUSA, Jorge Pedro et al. A Gazeta “da Restauração”, primeiro periódico português: Uma análise do discurso. Volume I. Covilhã: Livros LabCom, 2011.

SOUSA, Jorge Pedro, coord. et al. A génese do jornalismo lusófono e as Relações de Manuel Severim de Faria (1626-1628). Porto: Edições Universidade Fernando Pessoa, 2006.

SOUSA, Jorge Pedro. Elementos de teoria e pesquisa da comunicação e dos media. 2ª edição revista e ampliada. Porto: Edições Universidade Fernando Pessoa, 2006.

SOUSA, Jorge Pedro. Uma história breve do jornalismo no Ocidente. In: SOUSA, Jorge Pedro (Org.). Jornalismo: História, Teoria e Metodologia da Pesquisa. Porto: Edições Universidade Fernando Pessoa, 2008.

TENGARRINHA, José. História da imprensa periódica portuguesa. Lisboa: Caminho, 1989.