Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Qualidade de Vida no Climatério: Uma Revisão Sistemática da Literatura

DOI: http://dx.doi.org/10.18606/2318-1419/amazonia.sci.health.v3n3p34-40

http://ojs.unirg.edu.br/index.php/2/ 

downloadpdf

Tayla O. S. Moraes1 & Juliana L. Schneid2

 

Resumo: Introdução: O climatério é uma fase natural e inevitável na vida da mulher, bem como um processo de intensas mudanças físicas e emocionais que podem influenciar a qualidade de vida. Objetivo: Identificar a interferência do climatério na qualidade de vida da mulher. Material e Métodos: Na construção deste estudo foram pesquisados artigos científicos, publicados no período de 2004 a 2014, pesquisados nas bases de dados LILACS e Scielo. Os artigos foram avaliados de forma independe, pelo pesquisador. Os critérios de inclusão foram: texto na íntegra, tempo de busca, população-alvo (mulheres), intervenções (climatério), e idioma (português). Resultados: Esta pesquisa revela que a sintomatologia do climatério é bastante diversa. A intensidade dos sintomas dependerá da forma como a mulher irá vivenciar essa fase de transformações e do seu estilo de vida prévio. As alterações hormonais presentes nesse período causam grande desconforto causando mudanças no humor como ansiedade e depressão além de fadiga, que podem reduzir a sua capacidade produtiva. Considerações Finais: A qualidade de vida da mulher no climatério é influenciada por diversos aspectos físicos e psicológicos. Um estilo de vida saudável aliado a outros fatores pode colaborar para o enfrentamento positivo deste período.

Palavras-chave: Climatério. Qualidade de Vida. Saúde da Mulher

 

Abstract: Introduction: Menopause is a natural and inevitable phase in women's lives, as well as a process of intense physical and emotional changes that can influence the quality of life. Objective: To identify the interference of menopause quality of life of women. Methods: This study researched scientific articles published from 2004 to 2014, studied in LILACS and Scielo databases. Articles were evaluated independent way by the researcher. Inclusion criteria were: full text, search time, the target population (women), interventions (menopause), and language (Portuguese). Results: This research reveals thatthe symptoms of menopause is quite diverse. The intensity of these symptoms depend on how the woman will experience this phase transformation and its style of previous life. The hormonal changes present during this period cause great discomfort causing changes in mood such as anxiety and depression as well as fatigue, which can reduce its production capacity. Final Thoughts: The women's quality of life during menopause is influenced by several physical and psychological aspects. A healthy lifestyle coupled with other factors can contribute to the positive face of this period.

Key words: Climacteric. Quality of Life. Womens”s of Life.

 

1 Acadêmica do Curso de Enfermagem do Centro Universitário Unirg, Gurupi/TO. Email: tailamoraes@hotmail.com
2 Enfermeira. Especialista em Saúde Coletiva em Educação e Saúde UnB. Professora Assistente do Curso de Enfermagem do Centro Universitário UNIRG. Email: julianaschneid@gmail.com

 

Literatura Citada

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Manual de Atenção à Mulher no Climatério/ Menopausa. 1º ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2008.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (IBGE). Anuário Estatístico do Brasil. Rio de Janeiro; 2013.

Febrasgo. Federação Brasileira de Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Manual de Orientação Climatério. São Paulo; 2010.

Halbe HW. Tratado de Ginecologia. 3ª ed. São Paulo: Roca; 2000.

Freitas KM, Silva ARV, Silva RM. Mulheres vivenciando o climatério. Acta sci. Health sci. [Internet]. 2004; 26(1):121-8. Acesso em 03 nov 2014. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHealthSci/article/view/1633/1065

De Lorenzi DRS, Catan LB, Moreira K, Ártico GR. Assistência à mulher climatérica: Novos Paradigmas. Rev Bras Enferm.2009 mar-abril; 62(2): 287-93. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672009000200019

North American Menopause Society (NAMS). Guia da Menopausa. Ajudando a mulher climatérica a tomar decisões informadas sobre a sua saúde. 7ª ed. Tradução: SOBRAC. São Paulo; 2013.

Leite MT, Taschetto A, Hildebrandt LM, Van der Sand ICP. O homem também fala: O climatério feminino na ótica masculina. Rev Eletr Enf. [Internet]. 2013 abr/jun; 15(2):344-51. Acesso em: 13 Ago 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v15i2.15424

Sociedade Brasileira de Climatério (SOBRAC). Consenso Brasileiro Multidisciplinar de Assistência à Saúde da Mulher Climatérica. São Paulo: Ed Segmento; 2003.

Del Nero U. Alterações orgânicas no climatério e menopausa que repercutem sobre a sexualidade feminina. Femina. 2006 nov; 34(11):749-52.

De Lorenzi DRS, Baracat EC, Saciloto B, Padilha Junior I. Fatores associados à qualidade de vida após menopausa. Rev Assoc Med Bras. 2006; 52(5):312-7. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302006000500017

De Lorenzi DRS, Danelon C, Saciloto B, Padilha Jr I. Fatores indicadores da sintomatologia climatérica. Rev Bras Ginecol Obstet. 2005; 27(1):12-9. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032005000100004

Berek JS. Berek & Novak: Tratado de Ginecologia. 14ª ed. Rio de Janeiro-RJ: Guanabara Koogan; 2012.

De Lorenzi DRS, Catan LB, Cusin T, Felini R, Bassani F, Arpini AC. Caracterização da qualidade de vida segundo o estado menopausal entre mulheres da região sul do Brasil. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife. 2009 out/dez; 9(4):459-466. Acesso em: 14 Ago 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbsmi/v9n4/a11v9n4.pdf

Pereira WMP, Schmitt ACB, Buchalla CM, Reis AOA, Aldrighi JM. Ansiedade no climatério: prevalência e fatores associados. Rev Bras Crescimento Desenvolvimento Hum. 2009; 19(1): 89-97. http://dx.doi.org/10.7322/jhgd.19905

Galvão LLLF, Farias MCS, De Azevedo PRM, Vilar MJP, De Azevedo GD. Prevalência de transtornos mentais comuns e avaliação da qualidade de vida no climatério. Rev Assoc Med Bras. 2007; 53(5): 414-20. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302007000500017

Gallon CW, Wender MCO. Estado Nutricional e qualidade de vida da mulher climatérica. Rev Bras Ginecol e Obstet. 2012; 34(4):175-83. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032012000400007

Fernandez, MR, Gir, E, Hayashida, M. Sexualidade no período climatérico: situações vivenciadas pela mulher. Rev Esc Enferm USP. 2005; 39(2):129-35. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342005000200002

Peckham BM, Shapiro SS. Sinais e Sintomas em Ginecologia. São Paulo: Harper e Row do Brasil; 1986.

Zampieri MFM, Tavares CMA, Hames MLC, Falcon GS, Silva AL, Gonçalves LT. O processo de viver e ser saudável das mulheres no climatério. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2009 abr-jun;13(2): 305-12. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452009000200010

De Lorenzi DRS. Avaliação da qualidade de vida no climatério. Rev Bras Ginecol Obstet. 2008; 30(3):103-6. Acesso em: 12 Ago 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v30n3/01.pdf

Valadares AL, Pinto-Neto AM, Conde DM, Osis MJ, Sousa MH, Costa-Paiva L. Depoimento de mulheres sobre a menopausa e o tratamento e seus sintomas. Rev Assoc Med Bras.2008; 54(4): 299-304. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302008000400013