Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Discutindo a Influência da Cosmovisão Católica na Construção da Identidade de Gênero e sua Possível Desconstrução a partir do Trabalho de Católicas pelo Direito de Decidir Brasil (CDDBR)

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0985/mandragora.v21n21p85-98

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/index 

downloadpdf

Priscila K. Campanaro1

 

Resumo: Este artigo pretende mostrar de que maneira o âmbito religioso, neste caso mais específico, o catolicismo, influenciou e influencia o que entendemos como identidade de gênero de maneira negativa, principalmente em relação às mulheres e à visão que elas têm de si mesmas. Além de evidenciar esses fatores, pretendemos também apresentar, por meio da crítica a uma identidade de gênero cristalizada e sacralizada das mulheres, uma possibilidade de construir uma nova identidade por uma visão ético-teológica-feminista, proposta e elaborada pela organização Católicas pelo Direito de Decidir Brasil (CDDBr), que, há 20 anos, tem atuado de maneira contundente em favor da autonomia das mulheres para decidir sobre sua vida no campo da sexualidade e da reprodução.

Palavras-chave: identidade; gênero; catolicismo; sexualidade.

 

Abstract: This article intends to display how the religious sphere, specifically the Catholicism, has influenced in a negative way what is understood as gender identity mainly in relation to women and on how they envision themselves. Besides pointing these causes, it also intends to present, by a critic view of a cristalized and sacred notion of women´s gender identity, a possibility to built a new identity in order to have an ethical feminist teological vision proposed and elaborated by the organization Católicas pelo Direito de Decidir Brasil (CDDBr)(Catholic Women for the Right to Choose Brasil), which has been incisive acting for 20 years in favor of the women´s right to decide over their life in the sexuality and reproduction field.

Key words: identity; gender; Catholicism; sexuality

 

1 Doutoranda e mestra em Ciências da Religião, na área de Religião, Sociedade e Cultura, pela Universidade Metodista de São Paulo, com pesquisa específica sobre Direitos Reprodutivos, Aborto e Religião. Possui Licenciatura e Bacharelado em Ciências Sociais pelo Centro Universitário Fundação Santo André (2004-2007), Bacharelado em Teologia, pela Universidade Metodista de São Paulo (2008 - 2011) e Especialização em Docência no Ensino Superior pela Universidade Metodista de São Paulo(2010-2011).

 

Literatura Citada

BRUNELLI, Delir. Libertação da mulher: um desafio para a Igreja e a vida religiosa da América Latina. Rio de Janeiro: Conferência dos Religiosos do Brasil, 1988. p. 16.

CATÓLICAS PELO DIREITO DE DECIDIR. Pensando a democracia, os direitos reprodutivos e a tolerância religiosa. Convênio: 2.753/2007 – entre o Ministério da Saúde / Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa / Departamento de Apoio à Gestão Participativa e a ONG Católicas pelo Direito de Decidir. São Paulo: CDD, 2009. p. 9.

CAVALCANTE, Alcilene. Pensando a democracia, os direitos reprodutivos e a tolerância religiosa. São Paulo: CDD, 2009.

DINIZ, Simone Grilo. Direitos sexuais e reprodutivos. In: VENTURINI, Gustavo; GODINHO, Tatau (orgs.). Mulheres brasileiras e gênero nos espaços público e privado: uma década de mudanças na opinião pública. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, Sesc SP, 2013. 504 p. p. 160, 162.

DREHER, Martin Norberto. A igreja latino-americana no contexto mundial. São Leopoldo: Sinodal, 1999. p. 12, 34, 35, 37, 38.

DUBY, Georges; LACLOTTE, Michel. História artística da Europa: a Idade Média. São Paulo: Paz e Terra, 1997. p. 113. In: ANTUNES JÚNIOR, Guilherme. A mariologia medieval em perspectiva de gênero: um estudo comparado do Duelo de la Virgen de Gonzalo de Berceo e o sermão de Aquaeducto de Bernardo de Claraval. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO 9, 23 a 26 de agosto de 2010, Florianópolis, SC. Diásporas, diversidades e deslocamentos. Florianópolis: UFSC, 2010. Páginas? Disponível em: <http://www.fazendogenero.ufsc.br/9/resources/anais/1278545463_ARQUIVO_GuilhermeAntunes.pdf>. Acesso em: dia mês abreviado ano.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1988. p. 232.

KIKUCHI, Priscila. Pelo sagrado direito de decidir: a contribuição de Católicas pelo Direito de Decidir nas discussões sobre laicidade, direitos reprodutivos e descriminalização do aborto no Brasil. 80 p. Dissertação (Ciências da Religião) – Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2014. p. 10, 25, 26, 80, 81, 87.

LEMOS, Marilda de Oliveira. Sexualidade: conversando a gente se entende. São Paulo: Publicações CDD, 2013.

RUETHER, Rosemary R. Sexismo e religião: rumo a uma teologia feminista. São Leopoldo, RS: Sinodal, 1993. p. 66.