Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Educação Ambiental e Valores na Prática de uma Professora: Sentidos Construídos

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v22n2ep335-361

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Dalva M. B. Bonotto1

 

Resumo: Na medida em que reconhecemos a necessidade da mudança do sistema de valores hegemônico que subsidia o atual padrão insustentável de relação sociedade-natureza, interessa-nos investigar as possibilidades de as ideologias contra-hegemônicas fortalecerem- se. Os programas educativos deveriam contribuir com essa tarefa, aproximando os educandos de reflexões, posicionamentos e valores de interesse socioambiental, de forma a que as propostas e esses valores possam lhes “fazer algum sentido”. Assim, nos propusemos a investigar essa construção de sentidos por parte de professores interessados na Educação Ambiental. Objetivamos, neste texto, apresentar alguns sentidos produzidos por uma professora do Ensino Fundamental ao buscar incorporar em suas aulas o trabalho com a dimensão valorativa da temática ambiental. A prática da professora se mostrou impregnada do sentido de desafio, diante da tarefa de buscar ampliar o olhar de seus alunos – crianças – sobre um problema ambiental, de forma menos ingênua e mais crítica, segundo as compreensões que a própria educadora construíra a partir de seu processo formativo. Esse sentido foi temperado com sua intenção otimista de colaborar com o enfrentamento da crise ambiental e a transformação ambiental e social que almejamos.

Palavras-chave: Educação Ambiental e valores; Sentidos; Ensino Fundamental (anos iniciais).

 

Abstract: As we recognize the need to change the hegemonic value system that supports the current standard of unsustainable relationship between society and nature, we are interested in investigate the possibilities of strengthening up counter-hegemonic ideologies. Educational programs should contribute to this task, bringing students closer to thoughts, positions and values of social and environmental interest, so that the proposals and these values can be of significance to them. So we propose to investigate the construction of meaning by teachers interested in environmental education. In this paper we aim to present some meanings produced by a primary school teacher while she seeked to incorporate in her classes the work with the values dimension of environmental issues. This teacher’s practice seemed impregnated with the sense of challenge, as she was faced with the task of expanding the mindset of her students – children – about an environmental problem in a more critical way, in accordance with the understandings she herself had elaborated in the in-service teacher program that she participated. This meaning was permeated with her optimistic willingness to cooperate with the facing of the environmental crisis and the environmental and social transformation with which we aim.

Key words: Environmental Education and values; Meanings; Primary School.

 

1 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Campus Rio Claro

 

Literatura Citada 

AGUIAR, W. M. J.; OZELLA, S. Núcleos de significação como instrumento para a apreensão da constituição dos sentidos. Psicologia Ciência e Profissão, v. 26, n. 2, p. 222-245, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S1414-98932006000200006

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em Educação: uma introdução à Teoria e aos Métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BONOTTO, D. M. B. Educação Ambiental e Educação em Valores em um programa de formação docente. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciências, v. 7, n. 2, p. 313-336, 2008.

BRAIT, B.; MELO, R. de. Enunciado/enunciado concreto/enunciação. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2005. p. 61-78.

CARVALHO, L. M. A temática ambiental e o processo educativo: dimensões e abordagens. In: CINQUETTI, H. C; LOGAREZZI, A. (Org.). Consumo e resíduo: fundamentos para um trabalho educativo. São Carlos: EdUFSCar, 2006. p. 19-41.

CEREJA, W. Significação e tema. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2005. p. 201-220.

HORKHEIMER, M.; Adorno, T. W. (Org.) A dialética do esclarecimento. Tradução de Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

LAYRARGUES, P. P. O cinismo da reciclagem: o significado ideológico da reciclagem da lata de alumínio e suas implicações para a educação ambiental. In:

LOUREIRO, C. F. B., LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.) Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. São Paulo: Cortez. 2002. p. 179-219.

LOUREIRO, C. F. B. Teoria Social e questão ambiental: pressupostos para uma práxis crítica em educação ambiental. In: LOUREIRO, C. F. B; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Org.). Sociedade e meio ambiente: a educação ambiental em debate. São Paulo: Cortez Editora, 2000. p. 13-51.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: Abordagens qualitativas. Coleção Temas básicos de Educação e Ensino. São Paulo: EPU, 1986.

MIOTELLO, V. Ideologia. In: BRAIT, B. Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2005. p. 167-176.

MORIN, E. Introdução ao Pensamento Complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

PUIG, J. M. Ética e valores: métodos para um ensino transversal. (Coleção Psicologia e Educação). São Paulo: Casa do Psicólogo, 1998.

PUIG, J. M. Práticas morais: uma abordagem sociocultural da educação moral. São Paulo: Moderna, 2004.

REBOUL, O. A Filosofia da Educação. Lisboa: Edições 70, 2000.

SANTOS, B. S. Um discurso sobre as Ciências. 10. ed. Porto: Edições Afrontamento, 1998.

ZACARIAS, R. Coleta seletiva de lixo nas escolas e parceria com empresa: relato crítico de uma experiência. 1998. 120 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1998.