Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Diagnóstico Geoquímico e Biótico Preliminar na Área da Reserva Estadual de Gurjaú, Pernambuco

DOI: http://dx.doi.org/10.18190/1980-8208/estudosgeologicos.v16n1p68-78 

https://www.ufpe.br/estudosgeologicos/ 

downloadpdf

Geraldo J. B. Moura1 & João A. Souza Neto2

 

Resumo: A Reserva Estadual de Gurjaú localiza-se a cerca de 28 km ao sul da cidade do Recife, e sua área abrange os municípios de Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Moreno. A Reserva apresenta uma área total de 1.077 ha, dos quais 400 ha representam remanescentes de Mata Atlântica. Desde sua implantação, é administrada pela Companhia Pernambucana de Saneamento e Águas (COMPESA), a qual mantém uma estação de tratamento e de distribuição de água na área da Reserva, abastecendo os municípios de Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes, resultando do represamento do rio Gurjaú. Trimestralmente, a COMPESA elimina efluentes químicos resultantes da limpeza de seus tanques de decantação, diretamente no rio Gurjaú, à jusante da captação de água de sua estação de tratamento. Um monitoramento ambiental, utilizando anuros, que por apresentar um ciclo de vida em ambientes diferentes, tornam-se excelentes bioindicadores; evidenciou que das 25 espécies de anuros listadas para a Reserva Estadual de Gurjaú, seis encontram-se nas proximidades do rio. Neste monitoramento, na região localizada após a eliminação dos efluentes detectou-se uma diminuição de 50% na densidade populacional dos anuros e 100% de abstinência a água, o que evidencia um drástico impacto na biota. Objetivando investigar a eventual presença de contaminantes nos sedimentos de fundo que possam ser oriundos da estação de tratamento em questão, foi realizada coleta (período  seco: Janeiro/2005) de 03 amostras de sedimento em estações de amostragem, sendo duas amostras (uma principal e uma duplicata) no trecho do rio que fica no ponto de eliminação dos efluentes, e uma outra amostra 200 m à jusante deste ponto. Estas amostras foram preparadas (peneiradas e secas), e a fração < 63 μm das mesmas foi analisada para um pacote analítico multi-elementar (34 elementos, incluindo metais pesados), por digestão com águarégia e leitura em ICP-AES. Os resultados de tais análises revelaram que Fe (13 %), Hg (2 ppm) e Pb (30 ppm) estão em níveis acima dos valores considerados de referência (composição média do folhelho). Entre as estações não houve variação considerável de concentração dos elementos investigados. Os resultados sugerem um aporte de tais elementos, os quais podem estar relacionados à atividade da estação de tratamento, ou de outras atividades antrópicas mais à montante da área investigada, ou ainda podem se tratar de uma assinatura geogênica particular da área. Estes resultados preliminares representam o início de uma investigação minuciosa dos trechos mais à montante da estação de tratamento, com o objetivo de melhor se precisar a provável fonte dos contaminantes ora detectados.

Palavras-chave: Sedimento de fundo, geoquímica multi-elementar, biota, Reserva Estadual de Gurjaú.

 

Abstract: The Gurjaú state reserve is situated about 28 km to the south of the Recife city, and comprises the Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, and Moreno counties. The Gurjaú reserve has a total area of 1.077ha, from which 400ha contain Atlantic Rainforest. Since its creation, this reserve is administrated by the state company of sanitary and water affairs (COMPESA). This company has a dam (in the Gurjaú river) and a water treatment and distribution plant within the reserve area, which is used to supply the Cabo de Santo Agostinho and Jaboatão dos Guararapes counties. Each three month, this company releases chemical effluents from the cleanup of the decantation tanks, directly in the river, downstream from its water collection points. An environmental monitoring program, using anurans (present a life cycle in different environments and for this they are considered excellent bio-indicators), evidenced that six species of these organisms were found in the proximities of the river, from a total of twenty-five species found in the reserve area. During this monitoring, it was detected a decreasing of 50 % in the anure population and 100 % of water abstinence, in the part of the Gurjaú river located downstream from the point of the effluent discharge, evidencing a drastic impact in this biota. Aiming to investigate the eventual presence of contaminants in the stream sediment, that could be linked to the water treatment plant, it was executed a sediment geochemical survey using three samples collected during the dry season (January 2005) in two sampling stations in the Gurjaú river: two samples (one principal and other duplicate) from the part of the river under influence of the effluent discharge, and one sample for the river part located 200m from the discharge point. These sediment samples were prepared (sieved and dried), and the < 63 μm fraction of them was analyzed for a multi-elementar package (34 chemical elements, including the heavy metals), using aqua-regia digestion and ICP-AES running. The results of these geochemical analyses revealed that Fe (13 %), Hg (2 ppm), and Pb (30 ppm) show concentration above the reference values (average shale composition). No significant variation in the amounts of the investigated elements was observed among the sampling stations. The results suggest a Fe, Hg and Pb charge to the stream sediment, which could be related to the water treatment activity in the reserve area, or to other anthropogenic activities upstream of the studied area, or it could be a particular geogenic signature of the area. These preliminary results represent a beginning of a detailed investigation of the upstream part of the Gurjaú river that pretends to well constrain the source of the detected chemical contaminants.

Key words: Stream sediment, multi-elementar geochemistry, biota, Gurjaú State Reserve

 

1 Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Tecnologia e Geociências, Departamento de Geologia, geraldojbm@yahoo.com.br.

 

Literatura Citada

Ankley G.T., Di Toro D.M., Hansen D.J., Berry W.J. 1996. Technical basis and proposal for deriving sediment quality criteria for metals. Environ. Toxicol. Chem., 15: 2056-2066.

APHA-AWWA-WEA. 1998. Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater. 20a Edição. American Public Health Association, American Water Works Association, Water Environment Federation, Washington. Composto de 10 partes paginadas individualmente.

Câmara I.G. 1992. Plano de Ação para a Mata Atlântica. Editora Interação, São Paulo, 152 pp.

Carnaval A. C. O. Q., Moura G. J. B. 2003. A anurofauna da Reserva Estadual de Gurjaú. In: FADURPE (Fundação Apolônio Sales de Desenvolvimento Educacional). Levantamento da Biodiversidade da Reserva de Gurjaú. Recife, pp.: 07-31.

Ciszewski D. 1997. Source of pollution as a factor controlling distributionof heavy metals in bottom sediments of Chechlo River (south Poland). Environmental Geology, 29:50-57. http://dx.doi.org/10.1007/s002540050103

Datta D. K., Subramanian V. 1998. Distribution and fractionation of heavy metals in surface sediments of Ganges-Brahmaputra-Meghna river system in Bengal basin. Environmental Geology, 36 (1-2): 93-101.

FADURPE (Fundação Apolônio Sales de Desenvolvimento Educacional). 2003. Levantamento da Biodiversidade da Reserva de Gurjaú. Recife, 157 pp.

FUNDAÇÃO SOS MATA ATLÂNTICA. 1992. Dossier Atlantic Rainforest (Mata Atlântica). FUNDAÇÃO SOS MATA ATLÂNTICA, São Paulo, 107 pp.

González H., Ramírez M. 1995. The effect of nickel mining and metallurgical activities on the distribution of heavy metals in Levisa Bay, Cuba. Jour. Geoch. Explor., 52:183-192. http://dx.doi.org/10.1016/0375-6742(94)00054-F

Govett G. J. S. 1983. Rock Geochemistry in Mineral Exploration. Handbook of Exploration Geochemistry Serie. Elsevier Scientific Publishing Company, Amsterdam, v. 3, 461 pp.

Herr C., Gray N. F. 1997. Sampling riverine sediments impacted by acid mine drainage: problems and solutions. Environmental Geology, 29 (1/2): 37-45.

Kralik M. 1999. A rapid procedure for environmental sampling and evaluation of polluted sediments. Applied Geochemistry, 14: 807-816.

Larrazábal M. E. 2003. Biologia da Conservação. In: FADURPE (Fundação Apolônio Sales de Desenvolvimento Educacional). Levantamento da Biodiversidade da Reserva de Gurjaú. Recife, pp.: 136 – 157.

Luiz-Silva W., Matos R. H. R., Kristosch G. C. 2002. Geoquímica e índice de geoacumulação de mercúrio em sedimentos de superfície do estuário de Santos-Cubatão (SP). Química Nova, 25 (5): 753-756. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-40422002000500009

Mason B., Moore C.B. 1982. Principles of Geochemistry. 4ª ed. Wiley & Sons, Nova Iorque, 344 pp.

Mantei E. J., Sappington E. J. 1994. Heavy metal concentrations in sediments of streams affected by a sanitary landfill: A comparison of metal enrichment in two size sediment fractions. Environmental Geology, 24: 287-292.

Morgan J.H. (ed.). 1996. Sampling Environmental Media. American Society for Testing and Materials (ASTM), West Conshohocken (Philadelphia), 393 pp.

Moura G. J. B. 2004. Utilização da Anurofauna como Bioindicador do Efeito da Eliminação de Resíduos Tóxicos nos Recursos Hídricos da Reserva Estadual de Gurjaú. PE. Monografia de Especialialização em Zoologia, Departamento de Biologia, UFRPE, 23 pp.

Moura G. J. B., Larrazábal M. E. L. 2004. Utilização da Anurofauna Como Bioindicador do Efeito da Eliminação no Rio Gurjaú, PE. In: Congresso Brasileiro de Zoologia, 25, Anais, Resumos (CDROM): 1 p.

Mudroch A., Azcue J.M. 1995. Manual of Aquatic Sediment Sampling. Lewis Publishers, Boca Raton, 219 pp.

Myers, N., R. A. Mittermeier; C. G. Mittermeier; G. B. A. da Fonseca, J. Kent. 2000. Biodiversity hotspots for conservation priorities. Nature, 403: 853-858.

Nascimento, M. R. L. 2003. Proposição de valores de referência para concentração de metais e metalóides em sedimentos límnicos e fluviais da bacia do Rio Tietê, SP. São Carlos-SP-UFSCar, Programa de Pós-graduação em Química. Tese de Dotouramento. 215 p.

Soares, H. M. V. M., Boaventura, R. A. R., Machado, A. A. S. C., Esteves da Silva. J. C. G. 1999. Sediments as monitors of heavy metal contamination in the Ave river basin (Portugal): multivariate analysis of data. Environmental Pollution, 105: 311-323.

Tabarelli, M., Silva. J.M.C.S. 2002. (Orgs). Diagnóstico da Biodiversidade de Pernambuco. 2º volume. Recife. Secretária de Ciências, Tecnologia e Meio Ambiente (SETMA). Editora Massangana: 259-535.

Texeira, E. C., Sanchez. J. D., Fernandes. I. D. Formoso, M. L. L. Pegorini J., Pestana, M. H. D. 1997. Estudo preliminar dos metais em sedimentos de área de influência do processamento de carvão e da siderurgia-região do Baixo Jacuí, RS. Geochimica Brasiliensis, 11 (1): 39-52.