Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Prevalência do Fotoenvelhecimento em Comunidade Universitária

DOI: http://dx.doi.org/10.18606/2318-1419/amazonia.sci.health.v3n4p14-22

http://ojs.unirg.edu.br/index.php/2/ 

downloadpdf

Raylane C. Pilonetto1, Vanderson Ortolan2, Sávia D. S. C. Herrera3, Julia S. Diniz4 & Rodrigo D. Nunes5

 

Resumo: Introdução: A pele é um órgão de defesa do organismo contra o meio externo inclusive conta os raios ultravioletas (RUV), grande responsável pelo fotoenvelhecimento ou envelhecimento extrínseco. A região norte do Brasil possui altos índices de RUV e a área da pele que apresenta maior exposição é a face. Objetivo: Observar a incidência do fotoenvelhecimento em comunidade acadêmica da região norte do Brasil. Material e Métodos: Trata-se de um estudo experimental realizado após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) sob o número do parecer 845.444/2014, onde os voluntários responderam a um questionário sobre os cuidados com a pele, e em seguida foi realizado sequencialmente a assepsia da face dos mesmos e a avaliação usando a Luz de Wood, no qual foram fotografados para melhor visualização das alterações. Resultados: O estudo foi composto por 50 sujeitos, destes 20 docentes e 30 discentes. Estes foram divididos em G1(docentes) e G2(discentes). O fotoenvelhecimento foi avaliado através da classificação de Glogau onde observou-se que 65% do G1 apresentaram fotoenvelhecimento e no G2 63%. Considerações Finais: Infere-se que grande parte dos sujeitos do estudo, tanto do G1 e do G2, apresentaram características do fotoenvelhecimento, justificado pela falta do hábito do uso de protetor solar.

Palavras-chave: Envelhecimento da pele. Face. Raios ultravioleta.

 

Abstract: Introduction: The skin is an organ of the body's defense against the external environment including account ultraviolet rays (UVR), liable for photoaging or extrinsic aging. The northern region of Brazil has high levels of ultraviolet radiation and the skin area that has the highest exposure is the face. Objective: To observe the incidence of photoaging in the academic community of the northern region of Brazil. Methods: This was an experimental study carried out after the approval of the Research Ethics Committee (REC) in the number 845. 444/2014, where volunteers answered a questionnaire about skin care, and then it was held sequentially aseptic face thereof and evaluation using the Light of Wood, which were photographed for best preview of the changes. Results: The study consisted of 50 subjects, these 20 teachers and 30 students. These were divided into G1 (teachers) and G2 (students). The photoaging was evaluated by rating Glogau where it was observed that 65% of photoaging presented G1 and G2 63%. Final Thoughts: It is inferred that most of the study subjects, both the G1 and G2 showed photoaging features, justified by the lack of the use of sunscreen habit.

Key words: Skin aging. Face. Ultraviolet rays.

 

1 Graduanda em Fisioterapia pelo Centro Universitário UnirG. Gurupi-TO, Brasil. Email: raylane_pilonetto@hotmail.com
2 Graduando em Fisioterapia pelo Centro Universitário UnirG. Gurupi-TO, Brasil. Email: vandersonortolan@hotmail.com
3 Fisioterapeuta. Especialista em Fisioterapia Respiratória pela UNOPAR. Coordenadora do Curso de Fisioterapia (UnirG). Professora Assistente do Centro Universitário UnirG. Gurupi-TO, Brasil. Email: saviadenise@hotmail.com
4 Fisioterapeuta. Mestre em Bioengenharia pela UNIVAP. Professora e Coordenadora da Pós Graduação em Fisioterapia Dermato Funcional da Faculdade de Estácio de Sá- Belo Horizonte- MG
5 Fisioterapeuta. Mestre em Bioengenharia pela UNIVAP. Professora e Coordenadora da Pós Graduação em Fisioterapia Dermato Funcional da Faculdade de Estácio de Sá- Belo Horizonte- MG

 

Literatura Citada

Guirro ECO, Guirro RRJ. Fisioterapia dermato-funcional: fundamentos, recursos, patologias. 3ª Ed. São Paulo: Manole; 2004.

Mine S, Fortunel NO, Pageon H, Asselineau D. Aging alters functionally human dermal papillary fibroblasts but not reticular fibroblasts: a new view of skin morphogenesis and aging. PloS One. 2008;3(12):e4066. http://dx.doi.org/10.1371/journal.pone.0004066

Bagatin E. Envelhecimento cutâneo e o papel dos cosmecêuticos. Boletim Dermatológico Unifesp. 2008. Boletim Dermatológico UNIFESP. Ano V, (17):1-4.

Pandel R, Poljšak B, Godic A, Dahmane R. Skin Photoaging and the Role of Antioxidants in Its Prevention. ISRN Dermatology. Diponivel em: http://dx.doi.org/10.1155/2013/930164. Acessado em: 17/04/2014. http://dx.doi.org/10.1155/2013/930164

Wolf R, Wolf D, Morganti D, Ruocco V. Sunscreens Clin Dermatol. 2001; 19: 452-9. http://dx.doi.org/10.1016/S0738-081X(01)00190-0

Brasil. Ministério do Meio Ambiente (MMA). Proteção da Camada de Ozônio. Disponível em: www.mma.gov.br/protecao-da-camada-de-ozonio. Acessado em: 25/04/2014.

Gontijo GT, Pugliesi MCC, Araújo FM. Fotoproteção. Surgical & Cosmetic Dermatology. 2009;1(4):186-92.

Azulay RD, Azulay DR, Azulay A. Dermatologia. 5ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2011.

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).Índice de radiação UV. Disponível em: satélite.cptec.impe.br/uv. Acessado em: 09/04/2014.

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Radiação Solar. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/conteudo_view.asp?ID=21. Acessado em: 09/04/2014

Miller D. Optics and refractions: a user-friendly guide. In: Podos SM, Yanoff M. Textbook of Ophthalmology. Boston: Mosby; 1999.

Montagner S, Costa A. Bases biomoleculares do fotoenvelhecimento. Anais Brasileiros de Dermatologia. 2009.84(3): 263-9.

Kede MPV, Sabatovich O. Dermatologia estética. São Paulo: Atheneu; 2004.

Alchorne MMA. Dermatologia da pele negra. Anais Brasileiros de Dermatologia. 2008. 83(1):7-20. http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962008000100002

Vitor FC, Gelber J, Rao B. Melasma: a review. J Cutan Med Surg. 2004 Mar-Abr.8(2):97-102.

Kligman AM. Early destructive effect of sunlight on humanskin. JAMA. 1969; 210 (13): 2377–80. http://dx.doi.org/10.1001/jama.1969.03160390039008

Lewis KG, Bercovitch L, Dill SW, Robinson-Bostom L. Acquired disorders of elastic tissue: Part 1. Increased elastic tissue and solar elastotic syndromes. J Am Acad Dermatol. 2004 Jul; 51(1):1–21. http://dx.doi.org/10.1016/j.jaad.2004.03.013

Piazza FCP MM. Avaliação do conhecimento dos hábitos de exposição e de proteção solar dos adolescentes do colégio de aplicação. Balneário Camboriú: Univali; 2007.

Szklo AS, Almeida LM, Figueiredo V, Lozana JA, Mendonça GAS, Moura L et al. Behaviors related to sunlight exposure versus protection in a random population sample from 15 Brazilian State capitals and the Federal District, 2002-2003. Cad Saude Publica.2007;23(4):823-34 http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007000400010

Duquia RP, Menezes AMB, Almeida HLJr, Reichert FF, Santos IS, Haack RL, Horta BL. Prevalence of sun exposure and its associated factors in southern Brazil: a population-based study. An Bras Dermatol. 2013;88(4):554-61. http://dx.doi.org/10.1590/abd1806-4841.20132122

Nickoloff JÁ HM. DNA Damage and Repair. DNA repair in prokaryotes and lower eukaryotes. Humana Press: New Jersey; 1998.

Sociedade brasileira de dermatologia. Doenças de pele. Disponível em: http://www.sbd.org.br/doencas/melasma. Acessado em 01/12/2014.

Sociedade brasileira de dermatologia. Envelhecimento. Disponivel em:http://www.sbd.org.br/doencas/envelhecimento. Acessado em 04/112015

Sociedade brasileira de cirurgias dermatologicas. Higiene. Disponível em: http://www.sbcd.org.br/pagina/1616. acessado em 05/11/2015

Citado por

Sem citações recebidas.