Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Entre o Oral e o Escrito: Missões Evangélicas Junto aos Povos Indígenas. Uma Análise a Partir de Michel de Certeau1

DOI: http://dx.doi.org/10.18328/2179-0019/plura.v6n2p49-68

http://www.abhr.org.br/plura/ojs/index.php/plura/index 

downloadpdf

Gustavo S. Reis2

 

Resumo: Os missionamentos cristãos aos povos indígenas não se notabilizam somente pelo poder da enunciação da palavra pregada/oralizada, mas também evocam seu poder na enunciação escrita, principalmente quando esses escritos tratam do seu texto sagrado: a Bíblia e seus derivados. Mas aí reside uma questão: não bastassem os problemas em torno do fato de que a Bíblia já é uma reescritura, como os próprios indígenas cristianizados ressignificam suas identidades étnicas no contato com a escrita de um outro, quando essas identidades sempre foram construídas a partir de referências culturais calcadas na oralidade? A partir dessas discussões, o presente texto centrar-se-á em torno da noção de “economia escriturística” de Michel de Certeau a fim de analisar as relações entre oralidades e escrituras a partir, por exemplo, dos discursos da “Missão Evangélica aos Índios do Brasil – MEIB” em relação a grupos étnicos indígenas na Amazônia paraense.

Palavras-chave: Missionamentos. Religião. Povos indígenas. Michel de Certeau. Escritura.

 

Abstract: The Christian missions to the indigenous peoples are notable not only for the power of the utterance of the preached/oralized word but also for evoking its power in written enunciation, especially when these writings deal with its sacred text: the Bible and its derivatives. But there is a question then: as if the problems around the fact that the Bible is already a rewriting were not enough, how do christianized Indians ressignify their own ethnic identities in contact with the writing that belongs to others when these identities have always been built from cultural references set in orality? From these discussions, this Paper will focus on the notion of "scriptural economy" by Michel de Certeau in order to analyse the relationship between orality and scriptures from, for example, the speeches of the “Missão Evangélica aos Índios do Brasil – MEIB” ["Evangelical Mission to Indians of Brazil – EMIB”] in relation to indigenous ethnic groups in Pará, in the Amazon.

Key words: Missions. Religion. Indigenous peoples. Michel de Certeau. Scripture.

 

1 Este texto teve como motivo inicial uma comunicação apresentada no XIV Simpósio Nacional da ABHR – Associação Brasileira de História das Religiões, realizado na Universidade Federal de Juiz de Fora/MG, em abril de 2015. Aqui o texto vai revisado e ampliado em seus itens e argumentos.
2 Doutor em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo - UMESP. Professor Adjunto I do Departamento de Filosofia e Ciências Sociais – DFCS e do Programa de Pós-Graduação, Mestrado em Ciências da Religião – PPGCR, da Universidade do Estado do Pará – UEPA, campus de Belém. Membro do Grupo de Pesquisa MICEA – Movimentos, Instituições e Culturas Evangélicas na Amazônia. E-mail: gsoldatir@gmail.com

 

Literatura Citada

AHEARNE, Jeremy. Michel de Certeau. Interpretation and its other. California: Stanford University Press, 1995.

CALVET, Louis-Jean. Tradição Oral e Tradição Escrita. São Paulo: Parábola, 2011.

CERTEAU, Michel de. A Invenção do Cotidiano. 1. Artes de fazer. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

CERTEAU, Michel de. A Cultura no Plural. 4. ed. Campinas: Papirus, 2005.

CERTEAU, Michel de. A Escrita da História. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2011.

D’ANGELIS, Wilmar. O SIL e a redução da língua Kaigang à Escrita: um caso de Missão por “Tradução”. In: WRIGHT, Robin (Org.) Transformando os Deuses. Igrejas evangélicas, pentecostais e neopentecostais entre os povos indígenas no Brasil. Vol. II. Campinas: Unicamp, 2004, p. 199-217.

FRANCHETTO, Bruna. A Guerra dos Alfabetos: Os Povos Indígenas na fronteira entre o Oral e o Escrito. In: Mana, v. 14, n. 1, p. 31-59, 2008. Revista do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional – MN/UFRJ. https://doi.org/10.1590/S0104-93132008000100002

JOSGRILBERG, Fabio B. Cotidiano e Invenção. Os espaços de Michel de Certeau. São Paulo: Escrituras, 2005. Coleção “Ensaios Transversais”, n. 32.

MEIB. Missão Evangélica aos Índios do Brasil. Nossa história. 2014. Disponível em: <http://meib.com.br/conteudo-dp13?layout=item>. Acesso em: 2 abr. 2015.

PEREIRA, Levi Marques. O Pentecostalismo Kaiowá: uma aproximação dos aspectos sociocosmológicos e históricos. In: WRIGHT, Robin (Org.) Transformando os Deuses. Igrejas evangélicas, pentecostais e neopentecostais entre os povos indígenas no Brasil. Vol. II. Campinas: Unicamp, 2004, p. 267-301.

QUADROS, Eduardo G. de. A Vivência Religiosa como objeto da História das Religiões: uma leitura de Michel de Certeau. In: Impulso. Piracicaba: Unimep, 15 (37), p. 101-09. 2004.

RICOEUR, Paul. Sobre a Tradução. Belo Horizonte: UFMG, 2012.