Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Salário do Pecado é a AIDS: Representações de Gênero em Vídeos Católicos e Governamentais de Prevenção ao HIV na África

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0985/mandragora.v22n2p91-125

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/index 

downloadpdf

Tiago da S. Ferreira1

 

Resumo: O presente artigo procura demonstrar a convergência entre o discurso religioso e o governamental em campanhas de prevenção ao HIV. Para comparação, utilizo-me dos vídeos da série “Youth Videos for Life and Love”, produzidos pela organização jesuíta African Jesuit AIDS Network; e o programa governamental de prevenção ao HIV da Televisão Pública de Angola, o “Stop Sida”. Pretendo demonstrar que, em ambos os casos, se procura produzir sujeitos culpados, especialmente quando se tratam de mulheres, associando a infecção pelo vírus ao pecado, condenação divina e responsabilidade individual. Tal associação perpetua a violência contra a mulher e mantém intacto o dispositivo social que faz delas as maiores vítimas da pandemia da aids em Angola e na África Sul-saariana.

Palavras-chave: relações de gênero; cristianismo; prevenção ao HIV/Aids; África.

 

Abstract: This article seeks to demonstrate the convergence of religious and governmental discourse on HIV prevention campaigns. For comparison in this text I use the videos from the series “Youth Videos for Life and Love”, produced by the Jesuit organization African Jesuit AIDS Network; and Public Television of Angola’s governmental TV Show for HIV prevention, “Stop Sida”. I intend to show that in both cases, one seeks to produce guilty subjects, especially when it comes to women, associating the infection with sin, divine judgment and personal responsibility. This association perpetuates violence against women and keeps intact the social dispositif that makes them the main victims of the AIDS pandemic in Angola and Sub-Saharan Africa.

Key words: gender relations; Christianity; HIV/AIDS prevention; Africa.

 

1 Graduado em História pela PUC-Campinas. Mestre em História pela Universidade Federal Fluminense. Doutorando em História pela Universidade Federal Fluminense, onde desenvolve tese sobre as relações entre prevenção ao HIV, gênero, religião, Estado e organizações da sociedade civil em Angola. O presente artigo é um desdobramento da pesquisa de doutoramento.

 

Literatura Citada

CARNEIRO, Henrique Figueiredo. AIDS: a nova desrazão da humanidade. São Paulo: Escuta, 2000.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: vol.1 – A vontade de saber. 17ªed. São Paulo: Graal, 2006.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: vol.2 – o uso dos prazeres.11ª ed,São Paulo: Graal, 2006b.

FOUCAULT, Michel. Os anormais.São Paulo: Martins Fontes, 2011.

FOUCAULT, Michel. Segurança, Território, População. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, Michel. Sobre a genealogia da ética. In: DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir.20ª ed., Petrópolis: Vozes, 1999. Disponível em: <http://escolanomade.org/wp-content/downloads/foucault_vigiar_punir.pdf>

PINHO, Adriana de Araújo. Trocas afetivo-sexuais e econômicas e AIDS na fronteira entre Angola e Namíbia.293 páginas. Tese (Doutorado) – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2012.

PRADO FILHO, Kleber. A política das identidades. In: Foucault e o cristianismo. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

RADFORD, Jill; RUSSELL, Diana E. H. (Orgs.).Femicide: The politics of woman killing, New York: Macmillan Publishing Company: 1992.

Report on the global AIDS epidemic. UNAIDS, 2012.

REPÚBLICA DE ANGOLA. Relatório de Progresso da Resposta Global à SIDA. GARPR, 2014.

 

Videografia

LEARNING to wait. Direção: Star Media Institute. Ideia Original: Akimana Audrey. Nairóbi, 2010.

PREVENÇÃO À AIDS. Stop Sida. Amor de mãe (Quadro “Estorieta”) Luanda: TV Pública de Angola, 20 de abril de 2013. Programa de TV.

PREVENÇÃO À AIDS. Stop Sida. Auto discriminação (Quadro “Estorieta”) Luanda: TV Pública de Angola, 3 de agosto de 2013. Programa de TV.

PREVENÇÃO À AIDS. Stop Sida. Os perigos do sexo oral (Quadro “Estorieta”) Luanda: TV Pública de Angola, 15 de setembro de 2010. Programa de TV.

PREVENÇÃO À AIDS. Stop Sida. A infecção (Quadro “Estorieta”) Luanda: TV Pública de Angola, 11 de maio de 2013. Programa de TV.

PREVENÇÃO À AIDS. Stop Sida. Infidelidade ao extremo (Quadro “Estorieta”) Luanda: TV Pública de Angola, 17 de agosto de 2013. Programa de TV.

PREVENÇÃO À AIDS. Stop Sida. Nem tudo que parece é... (Quadro “Estorieta”) Luanda: TV Pública de Angola, 2 de novembro de 2012. Programa de TV.

STIGMA: Direção: Star Media Institute. Roteiro: Alice Muigai. Ideia Original: Tinashe Gwakuka. Nairóbi, 2011.

THE PRECIOUS pearl: Direção: Star Media Institute. Roteiro: Samuel Muigai. Ideia original: Madjinanem N. Fabbienne. Nairóbi, 2011.

TRUE Love. Direção de Star Media Institute. Ideia original: Kalifa M. Soulama. Nairóbi, 2008.