Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Representações Sociais: Uma Instigante Leitura com Moscovici, Jodelet, Marková e Jovchelovitch

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-1043/el.v15n25p228-243

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/EL/index 

downloadpdf

Marília C. G. Duran1

 

Resumo: O artigo tem como objetivo estabelecer uma aproximação com Serge Moscovici e sua principal obra “Representações Sociais da Psicanálise”. A teoria das Representações Sociais, suas fontes intelectuais, tem suas raízes nos trabalhos de Durkheim, Lévy-Bruhl, Piaget, Vygotsky e Freud, entre outros autores da nova “geração” de pesquisadores na área. Moscovici introduziu o conceito de representação social em seu estudo pioneiro das maneiras como a Psicanálise penetrou o pensamento popular na França. A aproximação com a obra de Moscovici organizou- -se em três movimentos, considerando a interlocução com os autores: Irvana Marková (2003; 2006); Denise Jodelet (2005) e com Sandra Jovchelovitch (2008) que trouxeram contribuições importantes para ampliar discussões sobre o conhecimento, sobre o que é conhecimento, sobre o problema que “faz o saber saber”.

Palavras-chave: Representações Sociais; Subjetividade e Educação; Serge Moscovici

 

Abstract: This article delves into Serge Moscovici and his masterpiece Social Representations of Psychoanalysis from a balanced perspective. The theory of social representations, seen as an invaluable source, has its roots in the works of Durkheim, Lévy-Bruhl, Piaget, Vygotsky and Freud, amongst other authors who belong to the new ´´generation´´ of researchers in the field. Moscovici introduced the concept of social representation in his major study of how psychoanalysis turned out to be a frame of reference in France. The critical reading of Moscovici´s work portrays three perspectives, and adopts a theoretical approach to Irvana Marková (2003, 2006), Denise Jodelet (2005) and Sandra Jovchelovitch (2008), for such authors contributed substantially to develop deep reflections on knowledge itself, on the meaning of knowledge, on what leads knowing to thorough knowledge.

Key words: social representations; subjectivity and education; Serge Moscovici

 

1 Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (1976), mestrado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1988) e doutorado em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1995). Atualmente é professora titular da Universidade Metodista de São Paulo, como professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado).

 

Literatura Citada

FERREIRO, Emilia. Com todas as letras. v. 2. São Paulo: Cortez, 1999.

JODELET, Denise. Loucuras e representações sociais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

GUARESCHI, Pedrinho & JOVCHELOVITCH (Orgs). Textos em representações sociais. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

MOSCOVICI, Serge. A representação social da psicanálise. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

Cabral. Representações sociais: investigações em psicologia social. Tradução Pedrinho A. Guareschi. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

PIAGET, Jean. O nascimento da inteligência na criança. Trad. Alvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1970.

SPINK, Mary Jane (org.) O conhecimento no cotidiano: as representações sociais na perspectiva da psicologia social. São Paulo: Brasiliense, 1995.

SPINK, Mary Jane. Desvendando as teorias implícitas: uma metodologia de análise das Representações Sociais. In: GUARESCHI, P. & JOVCHELOVITCH, S. Textos em representações sociais. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.