Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Relações de Gênero entre o Trabalho Secular e o Trabalho Religioso Realizado nos Trens de São Paulo

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0985/mandragora.v17n17p39-64

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/index 

downloadpdf

Fernanda Lemos1

 

Resumo: A influência das transformações do mundo do trabalho pode ser observada no desenvolvimento e estruturação do culto religioso realizado por um movimento denominado ‘Cruzada Evangelística Interdenominacional nos Trens das Boas Novas’ – CEI, o que demonstra uma relação significativa entre religião e trabalho. Este artigo buscará discutir o entrecruzamento entre trabalho secular e trabalho religioso com objetivo de analisar as transformações ocorridas no campo do trabalho nas últimas quatro décadas, momento de significativas reestruturações nas relações de gênero e que refletiu, de forma substancial, na divisão social e sexual do trabalho secular e religioso.

Palavras-chave: Gênero, Trabalho, Religião, Movimento Social.

 

Abstract: The influence of the transformations within the world of work can be seen in the development and structuring of the religious service conducted by a religious movement known as the ‘Cruzada Evangelística Interdenominacional nos Trens das Boas Novas’ – CEI, which shows a significant relationship between religion and work. This article discuss the intersection between secular work and religious work seeking to analyze the transformations that took place in the field of work in the last four decades, a time of significant restructurings in the gender relations and that reflected in a substantial manner in the social and sexual division of secular and religious work.

Key words: Gender, Work, Religion, Social Movement.

 

1 Doutora em História. Atualmente, é professora da Universidade Católica de Pernambuco, atuando no curso de graduação em História e no Mestrado em Ciências da Religião. É líder do grupo de pesquisa “Estudos Transdisciplinares em História Social”. E-mail: zuleicape@hotmail.com

 

Literatura Citada

BAUMAN, Zigmunt. Globalização: as consequências humanas. Trad. Marcus Penchel. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1999(b). 145p.

BRUSCHINI, Cristina, RICOLDI, Arlene Martinez & MERCADO, Cristiano Miglioranza. Trabalho e gênero no Brasil até 2005: uma comparação regional. In: HIRATA, Helena (Org). Mercado de trabalho e gênero, comparações internacionais. Rio de Janeiro: FGV, 2008, p. 15-33.

DEDECCA, Claudio Salvadori. Regimes de trabalho, uso do tempo e desigualdade entre homens e mulheres. In: HIRATA, Helena (Org). Mercado de trabalho e gênero, comparações internacionais. Rio de Janeiro: FGV, 2008. p. 279-297.

HIRATA, Helena (Org). Mercado de trabalho e gênero, comparações internacionais. Rio de Janeiro: FGV, 2008. 420 p.

IARANGEIRA, Sônia Maria Guimarães. As transformações do trabalho num mundo globalizado. Sociologias. Ano 2, nº 4, jul/dez. Porto Alegre: UFRGS, 2000, p. 14-19.

IARANGEIRA, Sônia Maria Guimarães. Transformações na realidade do trabalho no Brasil e em Portugal. Sociologias. Ano 6, nº 12, jul/dez. Porto Alegre: UFRGS, 2004, p. 16-31.

IBGE. As mulheres no alvo das políticas públicas brasileiras. Comunicação Social. 22 de maio de 2006. Disponível em <http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=605&id_pagina=1>, acesso em 04 mar 2010.

IBGE. IBGE lança Estatísticas do Século XX. Comunicação Social. 29 de setembro de 2003. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/pdf/29092003estatisticasecxx.pdf> , acesso em 05 mar 2010.

IBGE. População Residente, por situação do domicílio e por sexo - 1940-1996. Dados Históricos dos Censos. 1997. Disponível em <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censohistorico/1940_1996.shtm>. Acesso em 28 fev 2010.

MARRI, Izabel. Esposas como principais provedoras de renda familiar. Disponível em <http://www.cnpq.br/premios/2006/construindo_igualdade/pdf/izabel-marri.pdf >, acesso em 04 fev 2007

MATOS, Maria Izilda S. de. Por uma história da mulher. São Paulo: EDUSC, 2000 (Coleção Essência).

MARUANI, Margaret. Emprego, desemprego e precariedade: uma comparação europeia. In: HIRATA, Helena (org). Mercado de trabalho e gênero, comparações internacionais. Rio de Janeiro: FGV, 2008, p. 35-51.

SANTOS, Naira Carla Di Giuseppe Pinheiro dos. Representações sócio-religiosas do trabalho doméstico: uma leitura de gênero entre batistas na Cidade de São Paulo. 166 p. Universidade Metodista de São Paulo. Dissertação (Mestrado). São Bernardo do Campo: UMESP, 2006.

SILVA, Maria Aparecida de Moraes e MENEZES, Marilda Aparecida. Migrações rurais no Brasil: velhas e novas questões. Disponível em http://www.nead.org.br/memoriacamponesa/arquivos/leitura/Migracoes_Rurais_no_Brasil_velhas_e_novas_questoes.pdf, acesso em 27 fev 2010.

TONI, Míriam de. Visões sobre o trabalho em transformação. In: Sociologias. Ano 5, nº 9, jan/jun. Porto Alegre: UFRGS, 2003, p. 246-286.