Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Revista da Sociedade Auxiliadora Feminina/IPB – Uma Abordagem na Perspectiva de Gênero

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0985/mandragora.v14n14p99-109

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/index 

downloadpdf

Robson da C. de Souza1

 

Resumo: A comunicação procura analisar as representações de gênero no contexto do trabalho feminino da Igreja Presbiteriana do Brasil, representante do chamado “protestantismo de missão”. Ao verificar os artigos da SAF em Revista, publicação oficial do Trabalho Feminino/ IPB, a pesquisa identificou práticas discursivas misóginas, relacionando-as com o fundamentalismo protestante. Inicialmente, procura-se explicitar a relevância da categoria gênero no estudo das representações sociais que perpassam as revistas analisadas. Em seguida, no contexto da revista supra, procura- se catalogar os símbolos culturais (religiosos) colocados na vida social, que evocam múltiplas representações, formando toda uma simbologia em torno do ser homem e ser mulher. Finalmente, constata-se que, dentro da IPB, organização religiosa na qual se dão as relações sociais apresentadas no corpo desse trabalho, a SAF em Revista é responsável pela reprodução sistemática dos conceitos normativos que expressam interpretações dos significados dos símbolos religiosos. Em suma, procura atuar de forma preponderante no processo de socialização das mulheres presbiterianas.

Palavras-chave: Fundamentalismo protestante – SAF em Revista – Gênero – Misoginia.

 

Abstract: This paper seeks to analyze the gender representations in the context of women’s work within the Presbyterian Church of Brazil (IPB), which is a representative of the socalled “mission Protestantism”. When checking the articles of SAF em Revista, official publication of the Women’s Work/IPB, this research identified misogynous discursive practices and related them with the Protestant Fundamentalism. Initially, we sought to explain the relevance of the gender category in the study of social representations that cross the analyzed magazines. Then, in the context of the said magazine, we seek to catalog the cultural (religious) symbols placed in social life that evoke multiple representations, forming a whole symbolism around the condition of being a man and being a woman. Finally, we verify that, within IPB, the religious organization where the social relations presented in the body of this work occur, SAF em Revista is responsible for the systematic reproduction of the normative concepts that express interpretations of the meanings of religious symbols. In sum, it seeks to act preponderantly in the process of socialization of Presbyterian women.

Key words: Protestant fundamentalism – SAF em Revista – Gender – Misogyny.

 

1 Graduado em Teologia pelo Centro Universitário Metodista Bennett. Pós-graduado em Ciências da Religião (Especialização) pela Universidade Gama Filho. Mestrando em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo.

 

Literatura Citada

ASSUMPÇÃO, Wanda. Família equilibrada, Igreja abençoada. SAF em Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 51, p. 21-23, abr.- jun. 2005.

ASSUMPÇÃO, Wanda. Eva e a serpente. SAF em Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 48, p. 10-12, jan.- mar. 2002.

ASSUMPÇÃO, Wanda. Novo século… antigo desafio. SAF em Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 47, p. 10, jan.-mar. 2001.

AZERÊDO, Sandra. Preconceito contra a “mulher”: diferença, poemas e corpos. São Paulo: Cortez, 2007

BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo: fatos e mitos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980.

BICALHO, Elizabete. Correntes feministas e abordagens de gênero. In: SOTER (org.). Gênero e teologia – interpelações e perspectivas. São Paulo: Loyola, 2003. p. 37-50

CASTELLS, Manuel. O poder da identidade. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CZAYA, Bety Lúcia. Homem presbiteriano. SAF em Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 52, p. 25, jan.-mar. 2006. Caderno Especial.

FONTES, Paulo Ribeiro. Jesus e o divórcio. SAF em Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 53, p. 10-13, jan.-mar. 2007.

FREITAS, Maria Carmelita. Gênero/teologia feminista: interpelações e perspectivas para a teologia – Relevância do Tema. In: SOTER (org.). Gênero e teologia – interpelações e perspectivas. São Paulo: Loyola, 2003. p. 13-38.

GIDDENS, Anthony. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, 4 set. 1998. Entrevista concedida em 1993 a José Maurício Domingues, Mônica Herz e Cláudia Rezende. Disponível em <http://www.cpdoc.fgv.br/revista/arq/179.pdf>. Acesso em: 15 mai. 2008.

IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL. Atas da Comissão Executiva do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil. 1999-2008. Disponível em: <http://www.executivaipb.com.br>. Acesso em: 21 jan. 2008.

IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL. Atas do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil. 1999-2008. Disponível em: <http://www.executivaipb.com.br>. Acesso em: 21 jan. 2008.

IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL. Digesto presbiteriano. 1900-2008. Disponível em: <http://www.executivaipb.com.br/Digesto/Digesto%20Completo%20ate%202008.zip>. Acesso em: 21 jan. 2008.

IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL. Manual presbiteriano. São Paulo: Cultura Cristã, 1999.

MATOS, Maria Izilda S. Da invisibilidade ao gênero: odisséias do pensamento – percursos e possibilidades nas ciências sociais contemporâneas. In: SOTER (org.). Gênero e teologia – interpelações e perspectivas. São Paulo: Loyola, 2003. p. 67-88.

MENDONÇA, Antonio Gouvêa; VELASQUES FILHO, Prócoro. Introdução ao protestantismo no Brasil. São Paulo: Loyola, 2002.

PEREIRA, Ilma Donald. O aborto e a mulher cristã. SAF em Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 48, p. 29, jan.-mar. 2002.

PIERUCCI, A. Flávio. Ciladas da diferença. São Paulo: Ed. 34, 1999.

REIS, Ofélia Carvalho. Retrato do homem presbiteriano. SAF em Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 48, p. 16, jan.-mar. 2002.

RIBEIRO, Mathilde Meyer. Uma história de 50 anos. SAFem Revista, São Paulo, Cultura Cristã, ano 51, p. 22, out.- dez. 2005.

ROCHA, Ana Maria. Supermulher poderosa... quem precisa dela? SAF em Revista. São Paulo: Cultura Cristã, ano 52, p. 29-31, jan./fev./mar. 2006. SAF/IPB. Resoluções anteriores que daremos continuidade e novas resoluções. Disponível em: <http://www.saf.org.br/downloads/resolucoes_anteriores_continuidade.html>. Acesso em: 13 jan. 2008.

ROCHA, Ana Maria. Trabalho feminino da Igreja Presbiteriana do Brasil – Breve histórico. Disponível em: <http://www.saf.org.br/downloads/historico_trabalho_feminino.html>. Acesso em: 15 dez. 2007.

SILVA, Eliane M. Fundamentalismo evangélico e questões de gênero: em busca de perguntas. In: SOUZA, Sandra Duarte (org.). Gênero e religião no Brasil: ensaios feministas. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2006. p. 11-28. cap. 1.

SAF EM REVISTA. Supermulher poderosa… quem precisa dela? São Paulo: Cultura Cristã, ano 52, p. 29, jan.-mar. 2006.

TELES, Maria A. Feminismo no Brasil: trajetória e perspectivas. In: SOTER (org.). Gênero e teologia – interpelações e perspectivas. São Paulo: Loyola, 2003. p. 51-66.

VELASQUES FILHO, 2002, p. 229.