Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Um Fazer Teológico Enraizado na Experiência

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-0985/mandragora.v20n20p73-83

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/MA/index 

downloadpdf

Isabel A. Felix1

 

Resumo: O artigo dialoga principalmente com dois escritos de Ivone Gebara: Rompendo o silêncio. Uma fenomenologia feminista do mal e As águas do meu poço. Mostra que o fazer teológico de Gebara nestes escritos tem como ponto de partida a própria experiência e a de outras mulheres. Tais experiências são analisadas num processo metodológico hermenêutico que tem a suspeita como ferramenta principal. Com isso oferece recursos, sobretudo para ousar duvidar das verdades estabelecidas, para nomear outras perguntas, além de definir outras experiências.

Palavras-chave: experiência; suspeita; Ivone Gebara, teologia feminista

 

Abstract: This article is written in dialogue with two works of Ivone Gebara: Breaking the Silence, a Feminist Phenomenology of Evil and Longing for Running Water. It shows that Gebara’s theology in these works is based on her own experiences and those of other women. Gebara analyses these experiences with a hermeneutic methodology of suspicion. This leads to a critical view on established truths, raises new questions, and defines the experiences differently.

Key words: experience; suspicion; Ivone Gebara, feminist theology

 

1 É doutora em Ciências da Religião e pedagoga. Leciona Teologia na Faculdade Messiânica e Pedagogia na Uniesp. Também é assessora o Curso Extensivo do Cebi Paraíba e Ceará, nordeste do Brasil.

 

Literatura Citada

ASENSI, Manuel. Entrevista a Gayatri Chakravorty Spivak. DDDOS, 1 mar. 2006. Disponível em: <http://www.ddooss.org/articulos/entrevistas/Gayatri_Chakravorty.htm>. Acesso em: 17/07/2011

FELIX. Isabel Aparecida. Anseio por dançar diferente: leitura popular da Bíblia na ótica da hermenêutica feminista crítica de libertação. 2010. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) – Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, São Paulo.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação – uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Cortez & Morales, 1979.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Unesp, 2000.

GEBARA, Ivone. Rompendo o silêncio. Uma fenomenologia feminista do mal. Petrópolis: Vozes, 2000.

GEBARA, Ivone. As águas do meu poço. São Paulo: Brasiliense, 2005.

GEBARA, Ivone. O que é teologia feminista. São Paulo: Brasiliense, 2007.

FIORENZA, Elisabeh Schüssler. (Org.). The power of naming: A concilium reader in feminist liberation theology. Maryknoll, N.Y.: Orbis Books, 1996.

FIORENZA, Elisabeh Schüssler. Wisdom ways: Introducing feminist biblical interpretation. Maryknoll, N.Y.: Orbis Books, 2001.

HOOKS, Bell. Talking back: Thinking feminist, thinking black. Boston: South End, 1989.

MORAGA, Cherríe; ANZALDÚA, Gloria; CASTILLO, Ana (Eds.). Esta puente, mi espalda: voces de mujeres tercermundistas en los Estados Unidos. San Francisco: Ismo, 1988.

SUESS, Paulo. A história dos outros escrita por nós: apontamentos para uma autocrítica da historiografia do cristianismo na América Latina. Boletim da Cehila, n. 47-48, p. 11, 1994.