Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Discurso Teológico no Conto O Grande Inquisidor de Dostoiévski1

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-3828/caminhando.v14n1p65-75

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CA 

downloadpdf

Luana M. Golin

 

Resumo: O presente artigo mostra as possibilidades de se relacionar Teologia e Literatura. O conto analisado é O Grande Inquisidor, de Dostoiévski. O caminho percorrido para a compreensão do conto foi o da Análise do Discurso. De acordo com esse método, o analista precisa captar o que está além do texto, ou seja, o discurso expresso no conto precisou ser analisado a partir de um contexto.

Palavras-chave: literatura – análise do discurso – cristologia – liberdade

 

Abstract: The present article shows the possibilities of relating Theology and Literature. The content analyzed is that of The Great Inquisitor, of Dostoyevsky. The path followed to understand the text was that of the Analysis of Discourse. According to this method, the analyst needs to capture what is beyond the text, or, in other words, the text must be analyzed beyond the expressed discourse, taking into consideration the context.

Key words: literature – analysis of discourse – Christology – freedom

 

1 O texto é uma síntese do relatório do Projeto de Pesquisa sobre o tema, desenvolvido no Grupo de Pesquisa Discursus – Teologia Prática e Linguagem da Faculdade de Teologia da Universidade Metodista de São Paulo, com financiamento do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC do CNPQ.

 

Literatura Citada

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução de Paulo Bezerra. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997.

BAIGENT, Michael; LEIGH, Richard. A inquisição. Tradução: Marcos Santarrita. Rio de Janeiro: Imago, 2001.

BERDIAEFF, Nicolai. O espírito de Dostoiévski. Tradução de Otto Schneider. Rio de Janeiro: Panamericana, 1921.

CAMPOS, Leonildo Silveira. Templo, teatro e mercado: uma análise da organização, rituais, marketing e eficácia comunicativa de um empreendimento. Tese de doutorado no Instituto Metodista de Ensino Superior – Ciências da Religião, 1996. São Bernardo do Campo, 1996.

DOSTOIÉVSKI, F. M. Os irmãos Karamazovi. Tradução de Rachel de Queiroz. Rio de Janeiro: José Olympio, 1953.

EYMERICH, Nicolau, Frei. Manual dos inquisidores. Tradução de Maria José Lopes da Silva; Prefácio de LeonardoBoff. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 1993.

FRANK, Joseph. Dostoiévski: as sementes da revolta (1821-1849). Tradução de Vera Pereira. São Paulo: Edusp, 1999.

FRANK, Joseph. Dostoiévski: o manto do profeta (1871-1881). Tradução de Geraldo Gerson e Souza. São Paulo: Edusp, 2007.

MAGALHÃES, Antônio Carlos de Melo. Deus no espelho das palavras: teologia e literatura em diálogo. São Paulo: Paulinas, 2000. (Coleção Literatura e Religião).

NOVINSKY, Anita Waingort. A inquisição. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985. (Tudo é história; v. 49).

ORLANDI, Eni. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 2002.

PONDÉ, Luiz Felipe Pondé. Crítica e profecia: a filosofia da religião em Dostoiévski. São Paulo: Editora 34, 2003.

SANTOS, Luciano Gomes dos. O cristianismo é humanismo? Ensaio a respeito da parábola do Grande Inquisidor de Dostoiévski. Convergência – Revista mensal da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) Rio de Janeiro, Ano XLI, nº 396, p. 506-512, outubro 2006.