Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Entre la “Sé de Braga y Nueva York” o “Formas Tradicionales” y “Cuadros de Modernidad” en la Música Popular Mediática Portuguesa – El Caso António Variações

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v31n52p293-315

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CSO 

downloadpdf

Tiago Monteiro1

 

Resumen: Este artigo procura mapear algumas das estratégias de construção de sentido que pautam a produção musical popular midiática portuguesa posterior à Revolução de Abril de 1974 e vinculada ao universo do pop/rock. A trajetória do cantor e compositor António Variações, objeto central desta reflexão, se articula aos dois eixos do artigo: o primeiro questiona o lugar marginal ocupado pela música massiva e midiática, bem como pelos estudos voltados para a cultura do entretenimento, no atual cenário acadêmico lusitano e brasileiro; o segundo lança mão dos conceitos de hibridização e circularidade para demonstrar a superposição entre “formas tradicionais” e “quadros de modernidade” na obra de Variações, que também caracteriza a produção de outros artistas surgidos na mesma época.

Palabras-clave: Relações Brasil-Portugal; mídia e entretenimento; António Variações

 

Abstract: This paper aims at mapping some strategies for the construction of meaning that characterizes the production of popular media music that emerged after the April Revolution in 1974. The career of the singer and songwriter António Variações was choosen as a study case, which will be articulated to the two core ideas of the paper. The first one questions the marginal position occupied by massive and media music as well that of the studies of the entertainment culture in the present Portuguese and Brazilian academic context. The second one adopts the circularity and hybridization concepts, to demonstrate the overlap between “traditional forms” and “modernity frames” in the work of Variações, which also characterizes the production of other emerging artists of the same period.

Key words: Brazil-Portugal relations; Popular music; Media and entertainment; António Variações

 

1 Doutorando em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino superior

 

Literatura Citada

ARAÚJO, Paulo César. Tradição e modernidade. In: Eu não sou cachorro, não – música popular cafona e ditadura militar. Rio de Janeiro: Record, 2007. p. 335-364.

BARRETO, Jorge Lima. Musa lusa – vulgata das músicas portuguesas contemporâneas. Lisboa: Hugin, 1997.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. Porto Alegre: Zouk; São Paulo: EDUSP, 2007.

CANCLÍNI, Nestor Garcia. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: EDUSP, 1997.

CARVALHO, Pinto de. História do fado. 4 ed. Lisboa: Dom Quixote, 1994.

CORREIA, Mario. Música popular portuguesa: um ponto de partida. Coimbra: Centelha/Mundoda Canção, 1984.

CORTESÃO, Jaime. O que o povo canta em Portugal. Rio de Janeiro: Livros de Portugal, 1942.DUARTE, Aristides. Memórias do rock português. Sabugal: Edição do autor, 2006

FRIEDLANDER, Paul. Rock and roll: uma história social. Rio de Janeiro: Record, 2004.

FRITH, Simon. Performing rites: on the value of popular music. Cambridge: Harvard University Press, 1996.

GONZAGA, Manuela. António Variações – entre Braga e Nova Iorque. Lisboa: Âncora, 2006.

HESMONDALGH, David. Repensar la músic popular después del rock y el soul. In: CURRAN, James et al (Org.) Estudios culturales y comunicación: análisis, producción y consumo cultural de las políticas de identidad y el posmodernismo. Barcelona: Paidós, 1998.

JANOTTI JR., Jeder. Aumenta que isso aí é rock’n’roll - mídia, gênero musical e identidade. Rio de Janeiro: E-Papers, 2003.

KELLNER, Douglas . A cultura da mídia. Bauru, São Paulo: EDUSC, 2001.

LETRIA, José Jorge. A canção política em Portugal: da resistência à revolução. 2 ed. Lisboa: Ulmeiro, 1999.

MARQUES, Francisco Manuel. O pimba – umfenômeno musical. Lisboa: Setecaminhos, 2006.

MARTÍN-BARBERO, Jesus. Dos meios às mediações – comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2002.

MONTEIRO, Tiago José Lemos. Muito além da ‘Casa Portuguesa’: uma análise dos intercâmbios musicais populares massivos entre Brasil e Portugal. Matrizes – revista do programa de Pós- Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo. São Paulo, ano 2, n 1.p. 227-241, segundo semestre de 2008.

OS PONTOS NEGROS. Magnífico material inútil. Universal Music Portugal, 2008. 1 CD.

SANTOS, Boaventura de Sousa . Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 2006.

VARIAÇÕES, António. Anjo da guarda. Valentim de Carvalho, 1998 [1982]. 1 CD.

VARIAÇÕES, António. Dar e receber. Valentim de Carvalho, 2000 [1983]. 1 CD