Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Por Uma Formação Poética: Infâncias, Histórias em Quadrinhos e Formação Docente

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v3n1-2p86-102

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/index 

downloadpdf

Elydio Santos Neto1 & Marta R. P. Silva2

 

Resumo: O artigo inicia convidando à leitura de uma história em quadrinhos como uma forma de introduzir uma primeira reflexão sobre as diferentes concepções de infância. Defende uma formação poética para os professores(as) que trabalham com crianças, advertindo que tal formação está no contra fluxo da sociedade capitalista neoliberal. Apresenta, então, as histórias em quadrinhos como uma forma de arte que se presta, com muita riqueza, aos movimentos de ler, pensar e dizer o mundo e que, portanto, podem contribuir com o processo de formação poética proposto. A partir de duas narrativas gráficas faz uma leitura das mesmas desde as perspectivas infantis. Conclui afirmando a necessidade de que professores(as) conheçam como as crianças criam e participam das culturas e indica que as histórias em quadrinhos podem se constituir em excelentes aliadas para tal intento.

Palavras-chave: crianças; infância; cultura; formação docente; histórias em quadrinhos.

 

Abstract: The article invites the reading of a comic strip as a way of prompting the initial reflections on different conceptions of childhood. It supports poetical formation for teachers who work with children, and highlights the fact that such a premise goes against the so-called neo-liberal capitalist society. It presents comics as a sort of art which promotes insightful reading, thinking and voicing about the world so as to stimulate the process of poetical formation. Focussing on two pictorial stories, this article broadens a childhood-based perspective. It emphasizes the fact that teachers ought to know how children build and assimilate cultures and indicates to what extent comics contribute to such a cause.

Key Words: children; childhood; culture; teacher formation; comics

 

1 Doutor em Educação pela PUC-SP. Docente-pesquisador do Mestrado em Educação da UMESP. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisa Paulo Freire (GEPF-UMESP). E-mail: elydio.santos@metodista.br
2 Doutoranda em Educação pela UNICAMP. Mestre em Educação pela UMESP. Professora do curso de Pedagogia da UMESP. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa Paulo Freire (GEPF-UMESP). E-mail: marta.paulo@metodista.br

 

Literatura Citada

AGAMBEN, Giorgio. Infância e história: destruição da experiência e origem da história. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

ANDRAUS, Gazy. A autoria artística das histórias em quadrinhos (HQ) e seu potencial imagético informacional. In: Visualidades: Revista do Programa de Mestrado em Cultura Visual. Goiânia: UFG, FAV, 2007. V. 5, n.1. p. 43-68.

ARIÈS, Philippe. História Social da Criança e da Família. Rio de Janeiro: Guanabara, 1981.

BADINTER, Elisabeth. Um amor conquistado: o mito do amor materno. 6. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a educação. São Paulo: Summus, 1984. (Novas buscas em educação; v. 17)

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 7. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. (Obras escolhidas; v. 1)

BENJAMIN, Walter. Rua de mão única. 5. ed. São Paulo: Brasiliense, 1995. (Obras escolhidas; v. 2)

CORSARO, Willian. A. A reprodução interpretativa no brincar ao “faz-de-conta” das crianças. Educação, Sociedade e Culturas, 2002, nº 17, p. 113-134.

DALMONTE, Edson F. Mídia: fonte & palanque do pensamento culturalista de Gilberto Freyre. Salvador: EDUFBA, 2009.

DUARTE JUNIOR, João F. O que é beleza. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1991. (Coleção primeiros passos, v. 167)

ECO, Umberto. Apocalípticos e integrados. São Paulo: Perspectiva, 2006. (Debates, v. 19)

FERNANDES, Florestan. Folclore e mudança social na cidade de São Paulo. Petrópolis: Vozes, 1979.

FREIRE, Paulo. Professora sim, tia não: cartas a quem ousa ensinar. 3. ed. São Paulo: Olho d’Água, 1993.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. (Coleção Leitura)

GALEANO, Eduardo. De pernas pro ar: a escola do mundo ao avesso. Porto Alegre: L&PM, 1999.

GROENSTEEN, Thierry. Histórias em quadrinhos: essa desconhecida arte popular. João Pessoa: Marca de Fantasia, 2004.

LARROSA, Jorge. Pedagogia profana: danças, piruetas e mascaradas. 4. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003. Autêntica, 2004. (Educação: experiência e sentido)

McCLOUD, Scott. Desvendando os quadrinhos. São Paulo: M. Brooks do Brasil, 2005.

MARTINS, Mirian C., PICOSQUE, Gisa, GUERRA, M. Terezinha T. Didática do ensino de arte: a língua do mundo - poetizar, fruir e conhecer arte. São Paulo: FTD, 1998.

POSTMAN, Neil. O Desaparecimento da Infância. Rio de Janeiro: Grafia, 1999.

TONUCCI, Francesco. A solidão da criança. Campinas: Autores Associados, 2008.

VEIGA-NETO, Alfredo. Literatura, experiência e formação: uma entrevista de Jorge Larrosa. In: COSTA, Marisa V. (org.). Caminhos investigativos: novos olhares na pesquisa em educação. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p. 133-160.