Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Adesão ou Migração aos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa e a Valorização Acionária

DOI: http://dx.doi.org/10.18028/2238-5320/rgfc.v4n1p52-76

http://www.revistas.uneb.br/index.php/financ/index 

downloadpdf

Ricardo A. Antonelli1, Marcelo C. Jesus2, Ademir Clemente3, Ana P. M. S. Cherobim4 & Luciano M. Scherer5

 

Resumo: Este trabalho tem por objetivo determinar a janela de evento que melhor explica a relação entre a adesão ou migração aos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa (NDGC) da BM&FBovespa e a valorização das ações das empresas. Para tanto, optou-se por utilizar o método de estudos de eventos, com a adoção do Modelo Estatístico de Mercado para averiguar o tamanho ótimo da janela de evento para a relação entre a adesão ou migração aos NDGC e a valorização das ações. Janelas de tamanhos diferentes foram estabelecidas no intervalo de 70 pregões em torno do evento. Em 49,3% dos casos, verificou-se pelo menos uma janela em que o efeito do evento foi significativo. Os resultados se alinham aos estudos anteriores ao indicarem retornos anormais, mas não são suficientes para determinar a janela que efetivamente representa a relação entre a adesão ou migração aos NDGC e a valorização das ações.

Palavras-chave: Governança Corporativa. Estudos de Eventos. Modelo Estatístico de Mercado

 

Abstract: This study aims to determine the window of event which best explains the relationship between the adhesion or migration to the Differentiated Levels of Corporative Governance ( DLCG) of the BM&FBovespa and the valuation of company stocks. For that, the event study method was adopted, with the adoption of and the Statistical Model of Market was chosen adopted to determine the optimal size of the event window for the relationship between the adhesion or migration to the DLSG and to stock valuation. Windows of different sizes were set within the range of 70 trading sessions around the event. In 49.3% of the cases, there was at least one window in which the effect of the event was significant. The results line up to previous studies by indicating abnormal returns, though they are not enough to determine the window which effectively represents the relationship between the adhesion or migration to DLCG and the stock valuation.

Key words: Corporate Governance. Event Studies. Statistical Model of Market.

 

1 Mestre em Contabilidade (UFPR) Professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Endereço: Via do Conhecimento, Km 01 – Centro 85.503-390 Pato Branco/PR, Brasil Email: ricardoaantonelli@yahoo.com.br
2 Mestre em Contabilidade (UFPR) Professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) Endereço: BR 463, Km 4,5 – Res. Julia Cardinal 79.900-000 Ponta Porã/MS, Brasil Email: chavesdejesus@hotmail.com
3 Pós-Doutor pela University of London Doutor em Engenharia de Transportes (UFRJ) Professor Adjunto da Universidade Federal do Paraná(UFPR) Endereço: Depto de Contabilidade - Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 – Jardim Botânico 80.210-170 Curitiba/PR, Brasil Email: ademir@ufpr.br
4 Doutora em Administração (USP) Professora Associada da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Endereço: Setor de Ciências Sociais Aplicadas - Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 – Jardim Botânico 80.210-170 Curitiba/PR, Brasil Email: anapaulamussi@ufpr.br
5 Doutor em Controladoria e Contabilidade (USP) Professor Adjunto da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Endereço: Depto de Contabilidade - Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 – Jardim Botânico 80.210-170 Curitiba/PR, Brasil Email: lmscherer@ufpr.br

 

Literatura Citada

ANTONELLI, R. A.; CLEMENTE, A.; CHEROBIM, A. P. M. S.; SCHERER, L. M. Adesão ou migração aos níveis diferenciados de governança corporativa e risco das ações. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 11, 2011, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2011.

BATISTELLA, F. D.; CORRAR, J. L.; BERGMANN, D. R.; AGUIAR, A. B. Retornos de Ações e Governança Corporativa: Um Estudo de Eventos. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 4, 2004, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2004.

BALL, R.; BROWN, P. An empirical evaluation of accounting numbers. Journal of Accounting Research, Chicago: University of Chicago, v. 6, n. 2, 1968.

BEINER, S.; DROBETZ, W.; SCHMID, M. M.; ZIMMERMANN, H. An integrated framework of corporate governance and firm valuation – evidence from Switzerland. EGI – Finance Working Paper, v. 34, 2004.

BLACK, B. S.; JANG, H.; KIM, W. Does corporate governance affect firm’s market values? Evidence from Korea. University of Texas. Law and Econ Research Paper, v. 26, 2003.

BLACK, B. S.; LOVE, I.; RACHINSKY, A. Corporate Governance and Firms' Market Values: Time Series Evidence from Russia. Emerging Markets Review, v. 7, 4, p. 361-379, 2006.

BM&FBOVESPA – Bolsa de Valores de São Paulo. Disponível em: <http://www.bmfbovespa.com.br>. Acesso em: 02 jun. de 2012.

BRUNI, A. L. Estatística aplicada à gestão empresarial. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

BUSHMAN, R. M.; SMITH, A. Financial Accounting Information and Corporate Governance. Journal of Accounting and Economics, v. 32, p. 237-333, 2001.

CAMARGOS, M. A.; BARBOSA, F. V. Adesão aos níveis diferenciados de governança corporativa (NDGC), criação de valor e liquidez: evidências empíricas. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO - ENEGEP, 16, 2006, Fortaleza. Anais... Rio de Janeiro: ABEPRO, 2006.

CAMARGOS, M. A.; BARBOSA, F. V. A adoção de práticas diferenciadas de governança corporativa beneficia o acionista e aumenta a liquidez acionária? Evidências empíricas do mercado brasileiro. Revista de Gestão da USP – REGE. São Paulo, v. 17, n. 2, p. 189-208, abr./jun, 2010.

CAMPBELL, J. Y; LO, A. W.; MACKINLAY, A. C. The econometrics of financial markets. Princeton, New Jersey: Princeton University Press, 1997.

CARVALHO, A. G. Ascensão e declínio do mercado de capitais no Brasil – a experiência dos anos 90. FIPE/USP Working Paper, 2000.

CARVALHO, A. G. Governança Corporativa no Brasil em Perspectiva. Revista de Administração da USP (RAUSP): São Paulo, v. 37, n. 3, p. 19-32, jul/set. 2002.

CARVALHO, A. G. Efeitos da migração para os níveis de governança da BM&FBovespa. 2003. Disponível em: < http://bibliotecadigital.fgv.br/ocs/index.php/ebf/3EBF/paper/viewFile/1595/706 >. Acesso em: 10 jun. de 2010.

COASE, R. H. The nature of the firm. Economica. New Series, v. IV, p. 386-405, 1937.

COLOMBO, J. A.; GALLI, O. C. Governança corporativa no Brasil: Níveis de governança e rendimentos anormais. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão. [online]. 2010, vol.9, n.4, pp. 26-37. Disponível em: < http://www.scielo.gpeari.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S164544642010000300004&lng=pt&nrm=iso>. ISSN 1645-4464. 

COSTA, A. R.; CAMARGOS, M. A. Análise Empírica da Adesão aos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa da Bovespa sobre o Retorno dos Acionistas. Revista de Gestão USP, v. 32, n. 1, p. 31-42, 2006.

DOLLEY, J. Characteristics and procedure of common stock split-ups. Harvard Business Review, 1933, p. 316-326.

DROBETZ, W.; SCHILLHOFER, A.; ZIMMERMANN, H. Corporate Governance and Expected Stock Returns: Evidence from Germany. ECGI - Finance Working Paper, n. 11, 2003.

FAGUNDES, E. Presidente da Bolsa de NY vê crise mundial a cada três anos. Diário Comércio Indústria e Serviços (DCI). Bolsa e mercados. 17/08/2011. Disponível em: <http://www.dci.com.br/Presidente-da-Bolsa-de-NY-ve-crise-mundial-a-cada-tres-anos-13386883.html>. Acesso em: 26/08/2011

FAMA, E. F.; FISHER, L.; JENSEN, M. C.; ROLL, R. The adjustment of stock prices to new information. International Economic Review, v. 10, n. 1, p. 1-21, fev.1969.

GABRIEL, F. S.; RIBEIRO, R. B.; RIBEIRO, K. C. S. Hipóteses de Mercado Eficiente: um estudo de eventos a partir da redução do IPI. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, UNEB, Salvador, v. 3, n. 1, p. 36-52 jan/abr., 2013.

GUJARATI, D. N. Econometria básica. 3. ed. Tradução: Yoshida, Ernesto. São Paulo, Pearson Makron Books, 2000.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA (IBGC). Governança corporativa. [S.l.]. Disponível em: <http://www.ibgc.org.br/Secao.aspx?CodSecao=17>. Acesso em: 02 jun. de 2010.

JENSEN, Michael C.; MECKLING, William H. Theory of the Firm: Managerial Behavior, Agency Costs and Ownership Structure. Journal of Financial Economics v. 3, n. 4, p. 305– 360, 1976.

LA PORTA, R.; LOPEZ-DE-SILANES, F.; SHLEIFER, A.; VISHNY, R. Investor protection and corporate governance. Journal of Financial Economics, v. 58, p. 3-28, 2000.

LA PORTA, R. Investor protection and corporate valuation. Journal of Financial, v. 57, n 3, p. 1147-1170, 2002.

LAMOUNIER, W. M.; NOGUEIRA, E. M. Estudo de Eventos: Procedimentos e Estudos Empíricos. In: SEMINÁRIO DE GESTÃO DE NEGÓCIOS, 2, 2005, Curitiba. II Seminário de Gestão de Negócios: um enfoque acadêmico da realidade empresarial, 2005.

LEAL, R. P. C.; SILVA, A. L. C. Corporate governance index, firm valuation and performance in Brazil. COPPEAD/UFRJ Working Paper, Rio de Janeiro, 2004.

LEFORT, F.; WALKER, E. The Effect of Corporate Governance Practices on Company Market Valution and Payout Policy in Chile. Latin American and Caribbean Research Network at the IADB, 2005.

LOPES, A. B. A. Teoria dos Contratos, Governança Corporativa e Contabilidade. In: IUDÍCIBUS, Sergio; LOPES, A. B. (Org.). Teoria avançada da contabilidade. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2004, p. 171-185.

LOPES, A. B., MARTINS, E. Teoria da Contabilidade: uma nova abordagem. São Paulo: Atlas, 2005.

MACKINLAY, A. C. Event studies in economics and finance. Journal of Economic Literature, Nashville: American Economic Association, v. 35, n. 1, mar. 1997.

MICHALISCHEN, F. Evidências da migração de empresas de capital aberto para os níveis diferenciados de governança corporativa da Bovespa: um estudo de eventos. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2008.

NAKAYASU, G. N. O impacto do anúncio e da adesão das ações aos níveis diferenciados de governança corporativa no Brasil. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2006.

NEVES, L. C.; LEMES, S. Efeitos no retorno e na liquidez média das ações de empresas que emitiram ADRs na Nyse e das que aderiram ao Novo Mercado. Revista Universo Contábil, ISSN 1809-3337, FURB, Blumenau, v. 5, n.3, p. 24-42, jul./set., 2009.

NISHI, L. F. Adesão aos níveis de Governança Corporativa da Bovespa: Um Estudo de Evento. 119 f. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

O’CONNOR, Thomas. Investability, corporate governance and firm value. Research in International Business and Finance. v. 26, n. 1, p. 120-136, 2012. Disponível desde 16/09/2011 em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0275531911000420>. Acesso em: 06/03/2013.

PEIXE, F. C. D. Novo mercado: obstáculos e atrativos para as empresas do nível 1 de governança corporativa. 98 f. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

PENG, C.K., BULDYREV, S.V., HAVLIN, S. SIMONS, M. STANLEY, H. E., GOLDBERGER, A.L. Mosaic organization of DNA nucleotides. Physical Review E, v. 49, p.1685–1689, 1994.

PINHEIRO, Carlos Alberto Orge. Ganhos anormais através das séries históricas de ações de empresas com práticas empresariais corporativas no Brasil. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade. UNEB, Salvador, v. 3, n. 2, p. 121-133, maio/ago., 2013.

PIRES, M. A. ADRs e Governança Corporativa: um estudo de eventos sobre o comportamento das ações negociadas no Brasil. 215 f. Dissertação de Mestrado, Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças (FUCAPE), Vitória, 2006.

PROCIANOY, J. L.; VERDI, R. S. Adesão aos Novos Mercados da BOVESPA: Novo Mercado, Nível 1 e Nível 2 – Determinantes e Consequências. Revista Brasileira de Finanças, Vol. 7, No. 1, p. 107–136, 2009.

ROSS, Stephen A. The Economic Theory of Agency: The Principal's Problem. American Economic Association, v. 63, n. 2, May 1973.

SILVA, A. L. C. Governança Corporativa, Valor, Alavancagem e Política de Dividendos das Empresas Brasileiras. In: SILVA, André L. C.; LEAL, Ricardo P. C. (Org.). Governança Corporativa – Evidências Empíricas no Brasil. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2007, p. 107-129.

SILVA, W. V. da; SILVEIRA, S. A. A.; DEL CORSO, J. M.; STADLER, H. A influência da adesão às práticas de governança corporativa no risco das ações de empresas de capital aberto. Revista Universo Contábil, ISSN 1809-3337, Blumenau, v. 7, n. 4, p. 82-97, out./dez., 2011.

SILVA, R. L. M.; NARDI, P. C. C.; PIMENTA JUNIOR, T. O impacto da migração das empresas para os níveis diferenciados de governança corporativa da BM&F BOVESPA sobre o risco e o retorno de suas ações. Revista Administração UFSM, Santa Maria, v. 5, n. 2, p. 222-242, MAI./AGO, 2012.

SILVEIRA, A. D. M. Governança Corporativa, desempenho e valor da empresa no Brasil. 152 f. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

SIRQUEIRA, A. B.; KALATZIS, A. E. G.; TOLEDO, F. M. B. Boas Práticas de Governança Corporativa e Otimização de Portfólio: Uma Análise Comparativa. Revista Economia. Brasília, v. 7, n. 3, p. 521-544, set/dez. 2007.

SOUZA, E. M.; MARCON, R. Comparação do desempenho econômico e de mercado das empresas: o caso das companhias classificadas nos níveis de governança corporativa da Bovespa. Revista de Negócios, v. 12, p. 88-103, 2007.

WILLIAMSON, O. E. The Economic Institutions of Capitalism: Firms, Markets, Relational Contrating. New York. The Free Pass, 1985.