Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Representação dos Povos Indígenas no Romance The Last of the Mohicans

DOI: http://dx.doi.org/10.15529/1980-6914/letras.v17n1p207-218

http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/tl/index 

downloadpdf

Gladir S. Cabral1 & Lauro L. S. Henrique2

 

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo o estudo da obra The last of the Mohicans, de James Fenimore Cooper (1994), visando perceber a representação dos povos indígenas norte-americanos feita na obra. No contexto da guerra dos sete anos (1757), o romance revela uma mescla cultural importante, mostrando índios e brancos em diferentes perspectivas: lutando, morrendo, matando e, principalmente, adaptando-se. A obra revela como o processo de hibridização ocorre em virtude das inserções realizadas pelos homens brancos, como a religião cristã, os cavalos, o álcool e as armas de fogo.

Palavras-chave: Literatura. Identidade. Povos indígenas.

 

Abstract: This paper aims at showing how the Native American people are represented in James Fenimore Cooper’s The last of the Mohicans (1994). During the Seven Years War, a very important cultural clash takes place in which the Indians were seen under different perspectives: fighting, dying, killing, and most of the time adapting to always changing situation. The novel reveals how the process of hybridization is developed according to some of the Europeans’ innovations: the Christian religion, horses, alcohol, and guns.

Key words: Literature. Identity. First Nations

 

1 Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) – Criciúma – SC – Brasil. E-mail: gladirc@gmail.com
2 Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – Florianópolis – SC – Brasil. E-mail: laurodehenrique@gmail.com

 

Literatura Citada

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

BROWN, D. A. Enterrem meu coração na curva do rio: uma história índia do oeste americano. 6. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1970.

COOPER, J. F. The last of the Mohicans. London: Penguin Books, 1994.

GARCÍA-CANCLINI, N. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2003.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 10. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

LAUTER, P. (Ed.). The heath anthology of American literature. 3. ed. Boston: Haughton Maffin Company, 1998. v. 1.

MOISÉS, M. A análise literária. 7. ed. São Paulo: Cultrix, 2008.

SAID, E. W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

SMITH, L. C. Cross-Cultural Hybridity in James Fenimore Cooper’s The last of the Mohicans. American Transcendental Quarterly, v. 20, n. 3, p. 527-552, 2006.

SOLA, J. A. Os índios norte-americanos: cinco séculos de luta e opressão. São Paulo: Moderna, 1995.

WHITE, H. Trópicos do discurso: ensaios sobre a crítica da cultura. 2. ed. São Paulo: Edusp, 2001.

WOODWARD, K. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, T. T. da. (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.