Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Correlação da Uniformidade da Lâmina D’água de Um Autopropelido sob Lançamento Oblíquo

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a029

 

downloadpdf

F. N. Cunha1, N. F. da Silva2, M. B. Teixeira3, V. M. Vidal4, C. C. dos Santos5 & F. R. Cabral filho6

 

Resumo: Objetivou-se com o presente trabalho avaliar diferentes coeficientes de uniformidade de equipamentos autopropelidos, assim como propor equações para demonstrar o lançamento oblíquo dos aspersores para posteriormente relacionar a qualidade de distribuição destes mediante a influência do vento em condições de campo. Os ensaios para avaliação do desempenho dos autopropelidos foram realizados na fazenda Cereal Ouro II, localizada na cidade de Rio Verde-GO. As características dos equipamentos utilizados nos ensaios das avaliações são: Autopropelido Turbomaq 140 GSV 350 - 4RII - PN 10, modelo 2008 (AUTO 1) e modelo 2012 (AUTO 2), pressão na entrada do Carretel 8,7 Kgf/cm2, mangueira esticada 90 m, velocidade de recolhimento da mangueira 45 m h-1 (AUTO 1) e 100 m h-1 (AUTO 2). Características do canhão aspersor: modelo Twin 202 PRO, bocal cônico, diâmetro 30 mm, vazão 86,33 m3 h-1, raio de alcance 45 m, lâmina aplicada 31,97 mm, pressão no canhão aspersor 6,5 Kgf cm2 e ângulo de abertura 210º. Após o estudo de cada coeficiente utilizado para determinação da uniformidade dos equipamentos, foram determinadas equações propostas para demonstrar o lançamento oblíquo dos aspersores para posteriormente relacionar a qualidade de distribuição dos autopropelidos. A Desuniformidade de Aplicação (DA) para ambos os autopropelidos ficou próximo sendo em média de 15,4 e 18,32% para o auto 1 e 2 respectivamente.

Palavras-chave: DIMENSIONAMENTO, UNIFORMIDADE DE APLICAÇÃO, VELOCIDADE DOS VENTOS.

 

Abstract: The objective of this study was to evaluate different uniformity coefficients of self-propelled equipment, as well as propose equations to demonstrate the oblique launch of sprinklers to further relate the quality distribution of these through the influence of wind on field conditions. Assays for performance evaluation of self-propelled farm were performed in Cereal Ouro II, located in Rio Verde -GO. The caracterisitcs of equipment used in the tests of ratings are: Self-propelled Turbomaq 140 GSV 350 - 4RII - PN 10, model 2008 (AUTO 1) and model 2012 (AUTO 2), inlet pressure Spool 8.7 kgf cm-2, hose stretched 90 m, speed pickup hose 45 m h-1 (AUTO 1) and 100 m h-1 (AUTO 2). Characteristics of the spray gun: Twin Model 202 PRO, tapered nozzle, diameter 30 mm, Flow 86.33 m3 h-1, 45m operating range, 31.97 mm depth applied pressure in the sprinkler cannon angle and 6.5 kgf cm-2 opening 210. After studying each factor used to determine the uniformity of equipment, equations were proposed to demonstrate the oblique launch of sprinklers for later distribution to relate the quality of self-propelled. The unevenness of Aaplicação (DA) for both self-propelled was next with an average of 15.4 and 18.32% for self 1 and 2 respectively.

Key words: SIZING, UNIFORMITY OF APPLICATION, WIND SPEED.

 

1 Eng. Agrônomo, Doutorando em Ciências Agrárias - Agronomia, IF Goiano – Campus Rio Verde, Rio Verde - GO. Email: fernandonobrecunha@hotmail.com
2 Eng. Agrônomo, Doutorando em Ciências Agrárias - Agronomia, IF Goiano – Campus Rio Verde, Rio Verde - GO. Email: nelmiciofurtado@gmail.com
3 Eng. Agrônomo, Prof. Dr. em Agronomia, IF Goiano - Campus Rio Verde, Rio Verde – GO. Email: marconibt@gmail.com
4 Eng. Agrícola, Doutorando em Ciências Agrárias - Agronomia, IF Goiano – Campus Rio Verde, Rio Verde - GO. Email: vmarquesvidal@gmail.com
5 Graduando em Agronomia, IF Goiano – Campus Rio Verde, Rio Verde - GO. Email: santos.claudiocarvalho@gmail.com
6 Graduando em Agronomia, Laboratório de Hidráulica e Irrigação do IF Goiano – Campus Rio Verde, Rio Verde - GO. Email: Email: fernandorcfilho@hotmail.com

 

Literatura Citada

BARRETO, A. C. Efeito de sólidos totais da água residuária de uma suinocultura no desempenho de um sistema de irrigação com carretel enrolador. 2007. 88p. Tese (Doutorado em Irrigação e Drenagem) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.

BERNARDO, S.; SOARES, A. A.; MONTOVANI, E. C. Manual de Irrigação, 8. ed. Viçosa: UFV, 2008. 625 p.

FRIZZONE, J. A. Irrigação por Aspersão: Uniformidade e Eficiência. Série Didática n. 3. Piracicaba, 1992. 53p.

MANTOVANI, E. C.; RAMOS, M. M. Manejo da irrigação. In: COSTA, E. F. da; VIEIRA, R. F.; VIANA, P. A. Quimigação: aplicação de produtos químicos e biológicos via irrigação. Brasília: Embrapa, SPI, 1994. p.129-158.

MANTOVANI, E. C.; BERNARDO, S.; PALARETI, L. F. Irrigação: princípios e métodos. Viçosa MG: UFG, 2007. 358p.

MARQUES, P. A. A.; MARQUES, T. A.; FRIZZONE, J. A. Viabilidade econômica sob condições de risco para a irrigação da cana-de-açúcar na região de Piracicaba-SP. Irriga, Botucatu, v. 11, n. 1, p. 55-65, janeiro-março, 2006.

MATSURA, E. E.; TESTEZLAF, R. Autopropelido. In: MIRANDA, J. H.; PIRES, R. C. M. Irrigação. Jaboticabal: Sociedade Brasileira de Engenharia Agrícola, 2003. P.179-207.

PAULINO, J; FOLEGATTI, M. V.; ZOLIN, C. A.; SÁNCHEZ-ROMÁN, R. M. Situação da Agricultura Irrigada no Brasil de Acordo com o Censo Agropecuário de 2006. Irriga, v. 16, n. 2, p. 163-176, 2011. http://dx.doi.org/10.15809/irriga.2011v16n2p163

RODRIGUES, R. C.; SOUZA, J. M.; PIRES. F. R.; BONOMO, R. Avaliação da uniformidade de aplicação de vinhaça por autopropelido. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, Goiânia, v.8, n.15; p.266, 2012.

SANTOS, M. V. M. Caracterização hidráulica de carretéis enroladores durante o seu deslocamento. 106 p. 2010. Tese (doutorado) – Universidade Federal de Lavras, 2010.

SHULL, H.; DYLLA, A. S. Traveling boom sprinkler operation in wind. Transactions of the ASAE, St. Joseph, v.22, n.3, p.537-539.