Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Desempenho de Sistema de Irrigação por Gotejamento sob Distintas Proporções de Esgoto Doméstico Primário

DOI: http://dx.doi.org/10.12702/iii.inovagri.2015-a092

 

downloadpdf

A. C. M. Souza1, K. B. da Silva2, D. da C. L. Coelho3, R. O. Batista4 & F. G. B. Costa5

 

Resumo: A eficiência do uso da água relaciona a produção de biomassa pela quantidade de água aplicada, sendo bastante importante o seu reconhecimento na agricultura irrigada. Neste trabalho, objetivou-se avaliar o nível de obstrução dos gotejadores sob diferentes proporções de esgoto doméstico primário e água de abastecimento. O experimento foi conduzido no Assentamento Milagres em Apodi-RN. Para tal, foi montada uma área experimental de 744 m2 dotada de sistema primário para tratamento do esgoto doméstico e água de abastecimento.  O nível de obstrução dos gotejadores foi averiguado pela medição da vazão. Na qual se determinou a vazão dos gotejadores, em oito posições e em quatro linhas laterais mantendo-se sempre os mesmos gotejadores, sendo na primeira linha lateral, na situada a 1/3 da origem, na situada a 2/3 e na última linha. Em cada linha lateral, foi selecionado oito gotejadores (o primeiro, a 1/7, 2/7, 3/7, 4/7, 5/7, 6/7 do comprimento e o último). O esgoto doméstico primário representa risco severo de obstrução de gotejadores somente em relação à característica sólidos suspensos. Houve redução linear na vazão do sistema de irrigação por gotejamento em função do aumento das proporções de esgoto doméstico primário e do tempo de operação, devido à obstrução dos gotejadores.

Palavras-chave: Água residuária, irrigação localizada, emissores.

 

Abstract: The efficiency of water use related biomass production by the amount of applied water, being very important to their recognition in irrigated agriculture. This study aimed to evaluate the level of clogging the emitters under different proportions of primary sewage and water supply. The experiment was conducted in Settlement Milagres in Apodi-RN. For such was riding an experimental area of 744 m2 equipped with primary system for treatment of sewage and water supply. The level of obstruction of drippers was examined by measuring the flow. In which it was determined the flow of drippers in eight locations and four wings keeping always the same emitters, with the first lateral line, located in the third of origin, situated 2/3 and in the last line . In each wing eight emitters (the first, the 1/7, 2/7, 3/7, 4/7, 5/7, 6/7 of the length and the last) has been selected. The primary domestic sewage is severe risk of clogging of drippers only in relation to suspended solids characteristic. There was a linear reduction in the flow of the drip irrigation system due to the increase in the proportion of primary sewage and operating time due to clogged emitters.

Key words: wastewater, drip irrigation, emitters.

 

1 Doutoranda em Manejo de Solo e Água, UFERSA, Mossoró - RN. E-mail: anaclaudia.gambiental@hotmail.com
2 Doutorando em Manejo de Solo e Água, UFERSA, Mossoró - RN. E-mail: ketsonbruno@hotmail.com
3 Doutoranda em Manejo de Solo e Água, UFERSA, Mossoró - RN. E-mail: danielacleite@yahoo.com.br
4 Prof. Doutor Adjunto III, UFERSA, Mossoró - RN. E-mail: rafaelbatista@ufersa.edu.br
5 Doutoranda em Manejo de Solo e Água, UFERSA, Mossoró - RN. E-mail: fabricia_gratyelli@hotmail.com

 

Literatura Citada

BATISTA, R. O. Desempenhos de sistemas de irrigação por gotejamento utilizado na aplicação de água residuária de suinocultura. Viçosa: DEA/UFV, 2007. 146f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

BATISTA, R. O. Influência da aplicação de esgoto sanitário tratado sobre sistemas de irrigação por gotejamento. 2004, 97f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional de Recursos Hídricos. Resolução Nº 54, de 28 de Novembro de 2005. Estabelece modalidades, diretrizes e critérios gerais para a prática de reuso direto não potável da água. Brasília, DF, 2005.

COSTA, F. G. B. Uso de água residuária de origem doméstica no cultivo do girassol no assentamento milagres, Apodi-RN. 2012. 92f. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2012.

ESTEVES, Bárbara dos Santos et al. IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO. Niterói: Rio Rural, 2012. Disponível em: <http://www.pesagro.rj.gov.br/downloads/riorural/32_Irrigacao_por_gotejamento.pdf>. Acesso em: 04 jun. 2014.

LIMA, Daniele Correia et al. Reuso de água para a irrigação: uma abordagem reflexiva. Crato: Ii Colóquio Sociedade, Políticas Públicas, Cultura e Desenvolvimento, 2012. Disponível em: <http://www.urca.br/coloquioeconomia/IIcoloquio/anais/trab_just_amb_dir_hum_sust_amb/2.pdf>. Acesso em: 05 jun. 2014.

MERRIAM, J. L., KELLER, J. Farm irrigation evaluation: a guide for management. Logan: Utah State University, 1978, 271 p.

R DEVELOPMENT CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. ISBN 3-900051-07-0, 2010. URL http://www.R-project.org.

RIBEIRO JÚNIOR, J. I.; MELO, A. L. P. Guia prático para utilização do SAEG. Viçosa-MG: UFV, 2008. 288p.

ROCHA, F. A.; SILVA, J. O.; BARROS, F. M. Reuso de águas residuárias na Agricultura: a experiência israelense e brasileira. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, v. 6, n. 11, 2010.

UCKER, F. E.; LIMA, P. B. S. O.; CAMARGO, M. F.; PENA, D. S.; CARDOSO, C. F.; PÊGO, A. W. E. Elementos interferentes na qualidade da água para irrigação. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, Cascavel, v. 10, n. 10, p. 2102-2111, 2013.